Mauro Carlesse construindo uma convivência harmônica com os demais poderes:

Postado em Sexta, 30 Novembro 2018 08:43
Avalie este item
(0 votos)
Governador Mauro Carlesse reunião com Chefes de Poderes Governador Mauro Carlesse reunião com Chefes de Poderes

Por: Edson Rodrigues

 

O governador Mauro Carlesse busca um governo novo a ser iniciado a partir do dia primeiro de janeiro de 2019. Prova dessa nossa afirmação foi o semear harmônico entre os poderes, realizado na última quarta-feira, 28, pelo governador. Um entendimento ótimo e oportuno para consolidar a respeitosa convivência entre os poderes.

 

Tanto o governador Mauro Carlesse, quanto sua equipe tem mantido um comportamento sóbrio, desde sua primeira vitória rumo ao palácio Araguaia e que seguiu na segunda e na terceira, quando Mauro Carlesse e equipe optaram por não fazer festa ou carreatas, principalmente na vitória de outubro passado. Este comportamento desarmou os adversários e críticos.

 

Com isso, o governador Mauro Carlesse demonstra querer no governo novo, que se inicia em janeiro vindouro, um governo de integração, transparente e realizador. E foi isso que ficou evidente na reunião do palácio Araguaia, com todos os representantes dos demais poderes.

 

Até o próximo dia 31 de dezembro, todas essas turbulências que estão aquecendo os meios políticos, no palácio Araguaia e na Assembleia Legislativa e Banco de Fomentos, estarão em trâmite constitucional, fora da pauta e da agenda do novo governo de Mauro Carlesse, sendo este último um desgaste desnecessário para o Governador, que passou por uma intervenção no banco de fomento.

 

Vale ressaltar, em nosso leigo conhecimento jurídico, que o chefe do executivo tenha sido mal orientado juridicamente. Em decorrência disso, acreditamos que um ajuste na equipe de governo não esteja de todo descartado, para abrigar indicações de companheiros e partidários que contribuíram para sua eleição no último dia 07 de outubro.

 

A governança de Mauro Carlesse, no mandato suplementar foi com limites de governabilidade, sem poder fazer, sequer, uma licitação ou contratar e, menos ainda, exonerar.

 

A partir de janeiro, Mauro Carlesse não estará, mas será governador, com 100% do poder atribuído ao cargo e com todas as prerrogativas que lhe cabem para implantar um governo realizador.

 

 

Um dos políticos mais equilibrado, respeitado e experiente do Estado

 

O ex-governador Moisés Avelino, que já foi prefeito por três mandatos na cidade de Paraíso do Tocantins, deputado federal e governador, em seu pronunciamento na Assembleia Legislativa, em solenidade de comemoração pelo 30 anos do Estado do Tocantins e promovida pela presidente da casa, deputada Luana Ribeiro, disse: “Governador Mauro Carlesse, faça o que tem que ser feito de uma só vez, do contrário não conseguirá fazer nada. Foi para isso que o povo tocantinense TE ELEGEU”.

 

Trocando em miúdos: Demita quem tem que ser demitido, exonera quem tem que ser exonerado, extingue fundações e corporações, o que for preciso fazer, faça de uma só vez.

 

Pois bem...

 

Mauro Carlesse possui um jeito de ser muito peculiar e conseguiu montar uma equipe semelhante. Seus principais auxiliares não são dados a holofotes, pouco falam e estão sempre em sintonia com a equipe de comunicação do governo. Nesse caminho, Mauro Carlesse dando, gradativamente, ao vivo e a cores, o tom de como vai governar em seu governo novo, e mais ainda, com quais parceiros.

 

Conforme nossas experiências de mais de 30 anos acompanhando governos e governos, sabemos que os primeiros seis ou nove meses do governo novo de Mauro Carlesse, será de ajustes. Muitas dificuldades, desgaste junto a opinião pública, por causa das exonerações e demissões que terá que fazer, em profundidade.

 

Mas esses desgastes são inevitáveis e o governador terá que passar. Se a causa é justa, vai depender da condução e direcionamento que o governo vai dar à sua gestão. Medidas enérgicas e em conjunto com os demais poderes são imprescindíveis para evitar que o Estado do Tocantins entre em ‘colapso financeiro’ e que o governador cometa crime de desobediência à Lei de Responsabilidade Fiscal.

 

É certo que há pela frente muitas turbulências, tanto na área administrativa e financeira, quanto na política. Porém, o sucesso para superar tudo isso dependerá única e exclusivamente do governador Mauro Carlesse, a quem desejamos boa sorte!

 

Última modificação em Segunda, 03 Dezembro 2018 06:28