Engenheiros que atestaram segurança na barragem em Brumadinho são presos

Posted On Terça, 29 Janeiro 2019 09:41
Avalie este item
(0 votos)
Equipes de resgate trabalha em Brumadinho, em Minas Gerais, desde a última sexta-feira Equipes de resgate trabalha em Brumadinho, em Minas Gerais, desde a última sexta-feira

Suspeitos de fraude em laudos técnicos, Makoto Namba e André Yassuda foram detidos em SP; em Minas, três funcionários da Vale foram para a prisão

 

Com Agência Brasil

 

Sob a suspeita de terem fraudado laudos técnicos da Vale – o que teria permitido as operações na barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, que se rompeu na sexta-feira (25) — cinco engenheiros foram presos, na manhã desta terça-feira (29), em Minas Gerais e em São Paulo.

 

Dois dos engenheiros presos, Makoto Namba e André Yassuda, eram da empresa TÜV SÜD, que prestava serviço para a mineradora. Eles foram detidos nos bairros de Moema e Vale Mariana, na zona sul de São Paulo. Em Minas, foram presos funcionários da Vale, envolvidos nas operações em Brumadinho .
Namba e Yassuda encaminhados à sede da Polícia Civil de São Paulo e deverão ser levados a Minas Gerais, após embarcarem no Aeroporto Campo de Marte. A viagem será realizada porque a ordem de prisão dos dois foi expedida pela Justiça de Minas Gerais.

 

Os pedidos de prisão foram expedidos ainda durante o fim de semana. A força-tarefa que foi montada para realizar as prisões e agilizar as investigações sobre o caso envolve a Polícia Federal, o Ministério Público Estadual e Federal e a Polícia Civil, além de policiais, promotores e procuradores de Minas Gerais.

 

A operação que resultou na prisão dos engenheiros presos em São Paulo foi deflagrada pela Polícia Federal. O objetivo é o cumprimento dos mandados judiciais, visando a apuração de responsabilidade criminal pelo rompimento de barragem que havia na mina do Córrego do Feijão.

 

Em Minas, os mandados expedidos pela Justiça Federal em Belo Horizonte foram cumpridos nas cidades de Nova Lima, em sedes de duas empresas e nas casas de pessoas relacionadas à Vale. Sete mandados judiciais de busca e apreensão, expedidos pelo Juízo da Comarca de Brumadinho, também foram cumpridos na região metropolitana de Belo Horizonte.

 

Por fim, cinco mandados judiciais de prisão temporária também expedidos pelo Juízo da Comarca de Brumadinho , com validade de 30 dias, foram cumpridos, sendo três na região metropolitana de Belo Horizonte e as restantes em São Paulo.

 

* Com informações da Agência Brasil.

 

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-496.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias