A FILIAÇÃO DE EDUARDO GOMES AO MDB E SEUS REFLEXOS

Postado em Quarta, 30 Janeiro 2019 07:13
Avalie este item
(0 votos)

EDITORIAL

 

Porto Nacional, aos 30 dias do mês de janeiro de 2019

 

Por Edson Rodrigues

 

Se Deus permitir, meu amigo Salomão Wenceslau está tomando uma taça de vinho lá no céu. O MDB recebeu na manhã desta terça-feira (29) a filiação de um dos mais importantes e influentes políticos tocantinenses. Trata-se do senador mais votado na última eleição, Eduardo Gomes, eleito com 248.358, votos que era vice-presidente nacional do Solidariedade (SD).

 

Com a filiação de Gomes, o partido contará com 13 senadores e o senador tocantinense poderá ajudar a definir quem será o candidato da legenda à presidência do Senado.

 

A filiação ao MDB foi acompanhada pelos senadores Romero Jucá, Eunício Oliveira e Renan Calheiros.

 

Por isso, é só alegria na família dos “modebas”, com manifestações de júbilo e entusiasmo partindo desde “soldados rasos” até os mais graduados postos do partido, de vereadores a deputados estaduais, passando por prefeitos e lideranças do interior e da Capital.

 

SOMAR, SOMAR E SOMAR

Conhecido por ser um bom companheiro político, que valoriza seus pares, excelente articulador e, principalmente, aglutinador, Eduardo Gomes chega ao MDB, após um trabalho de sedução feito pela cúpula nacional do partido, fazendo questão de enfatizar que é “apenas” mais um soldado, que vem para somar, ajudar na reconstrução da credibilidade nacional da legenda e, principalmente, usar de todo o seu prestígio para beneficiar o povo tocantinense que o elegeu como o senador mais votado do Estado.

 

Ao que tudo indica, um dos mais engajados na tarefa de trazer Eduardo Gomes para o MDB, o senador – e provável presidente do Senado – Renan Calheiros, também vai concentrar esforços para fazer de Eduardo um dos membros da Mesa Diretora da Casa.

Ao assumir o cargo, no dia primeiro de fevereiro, Eduardo Gomes estará respaldado pela maioria dos deputados estaduais tocantinenses e por dezenas e dezenas de prefeitos e vereadores de todas as regiões do Estado, sem contar com os dois deputados federais eleitos com ele pelo Solidariedade – Eli Borges e Tiago Dimas.

 

GOVERNO DO ESTADO

Eduardo Gomes também foi enfático ao declarar que foi companheiro de chapa do governador Mauro Carlesse e é com ele que quer continuar a contribuir e colaborar por um Tocantins melhor.

 

Os dois têm conversado com frequência, dialogando e discutindo sobre as melhores estratégias para recolocar o Tocantins nos trilhos do progresso.  Para se ter ideia desse entrosamento, na última semana, Carlesse esteve em Brasília, mantendo audiências com ministros do governo Bolsonaro e finalizou os trabalhos, na sexta-feira, com um café com Eduardo Gomes.

 

Esse relacionamento cordial e colaborativo entre os dois abre espaço para que as ideias e propostas de Eduardo Gomes, assim como a de seus principais aliados, possam ser aproveitadas, de acordo com a necessidade, no governo de Mauro Carlesse, o que pode significar, para o Tocantins, uma nova ideia de administração, um novo começo e uma nova filosofia de governo, voltada para o trabalho planejado e para uma administração focada em metas, com a união das duas maiores forças políticas do momento.

 

O Tocantins agradece!