Governador Carlesse comanda reunião integrada de secretários visando soluções para a Saúde

Postado em Quinta, 07 Março 2019 06:51
Avalie este item
(0 votos)
A reunião ocorreu durante toda a tarde e só terminou no início da noite, no Palácio Araguaia, em  Palmas A reunião ocorreu durante toda a tarde e só terminou no início da noite, no Palácio Araguaia, em Palmas

Governo do Estado espera por fim à discussão sobre a jornada de trabalho e pretende apresentar uma nova alternativa nos próximos dias

 

Élcio Mendes

 

O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, retomou a agenda oficial já no início da tarde desta quarta-feira (de cinzas), 6, e convocou o secretário de Estado da Saúde, Renato Jayme, e também secretários de outras pastas para uma discussão conjunta em busca de soluções para as questões da Saúde. A reunião ocorreu durante toda a tarde e só terminou no início da noite, no Palácio Araguaia, em Palmas.

 

“Esta é uma reunião integrada, pois várias secretarias têm condições de ajudar a solucionar os problemas da Saúde. Tanto na parte de Segurança, evitando acidentes de trânsito, como na Educação que pode realizar acompanhamento e orientação, a Infraestrutura pode agilizar a conclusão de obras como a do centro cirúrgico do Hospital Geral de Palmas (HGP), a Administração averiguando a situação dos contratos de trabalho. Enfim, todos têm uma parcela de contribuição e precisamos fortalecer a Saúde do Estado para resolver esses problemas e melhorar a qualidade no atendimento”, disse o governador.

 

A primeira determinação do governador, já cobrando uma solução imediata, é sobre a qualidade da alimentação fornecida nos hospitais da região sul do Estado. O governador Mauro Carlesse concedeu 24 horas para que a empresa fornecedora da alimentação adeque seu produto ao estabelecido em contrato, sob pena de cancelamento da contratação e a convocação da próxima classificada na licitação.

 

Em seguida, ficou definido que a Secretaria da Saúde apresentará um levantamento de todas as demandas referentes ao abastecimento dos hospitais. A determinação do governador é que todos os entraves burocráticos que impedem o abastecimento estejam resolvidos em 10 dias, incluindo pagamentos e soluções com aos fornecedores de medicamentos.

 

Em relação aos atendimentos médicos, o Governo do Estado espera por fim à discussão sobre a jornada de trabalho e pretende apresentar uma nova alternativa nos próximos dias. Da mesma forma, o governador Mauro Carlesse já determinou que o Estado pague melhores salários para médicos especialistas, visando valorizar melhor os profissionais que já atuam no Tocantins e também atrair novos para trabalhar nos hospitais da Capital e do interior.

 

Outra decisão já tomada na reunião, é que a Procuradoria Geral do Estado irá designar um procurador para atuar dentro da Secretaria da Saúde, na análise dos processos jurídicos visando reduzir os entraves burocráticos que retardam o abastecimento dos hospitais.

 

Pauta também discutida na reunião, foi a possibilidade de descentralização da gestão dos hospitais regionais. A medida visa dar maior autonomia às unidades, agilizando a solução de problemas pontuais e evitando que tais demandas prejudiquem os atendimentos nas demais unidades. Esta medida passará por análise jurídica.

 

Ao secretário da Infraestrutura, Renato de Assunção, o governador Mauro Carlesse determinou que seja agilizada a conclusão das obras do centro cirúrgico do Hospital Geral de Palmas.

 

Opera Tocantins

Outra medida visando amenizar os problemas da Saúde, é a reativação do programa Opera Tocantins. O governador pretende que o programa volte a realizar cirurgias ainda neste mês de março, sendo que o Governo já estuda a forma de remuneração dos profissionais que estarão envolvidos nesta etapa do programa.

 

Outra definição desta reunião é que toda segunda-feira haverá uma reunião temática entre o governador e secretários, sendo a Saúde a prioridade. Decisões serão encaminhadas até que a situação esteja normalizada.

 

Presentes

Também participaram da reunião, a secretária da Educação, Juventude e Esportes, Adriana Aguiar; o secretário da Infraestrutura, Renato de Assunção; o secretário da Casa Civil, Rolf Vidal; o secretário da Administração, Edson Cabral; o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Jaizon Veras; o secretário da Casa Militar, tenente coronel Silva Neto; o secretário da Comunicação, João Neto; o procurador-geral do Estado, Nivair Borges; a secretária-executiva da Governadoria, Juliana Passarin; e o chefe de gabinete do Governador, Divino Alan Siqueira.