DIMAS CONSTRANGE CARLESSE EM PRONUNCIAMENTO, HALUM REBATE E É PROVOCADO PELO DEPUTADO FEDERAL THIAGO DIMAS

Posted On Sexta, 21 Junho 2019 04:14
Avalie este item
(0 votos)

Quem achava que estava demorando para a movimentação sucessória ter início em Araguaína, testemunhou, na última segunda-feira, o início da “batalha”

 

Por Edson Rodrigues

 

Acompanhado de todo o seu primeiro escalão, durante audiência pública em Araguaína, onde foi ouvir as demandas da população, de companheiros políticos e entidades classistas, além de discutir o PPA, o governador Mauro Carlesse foi diretamente cobrado pelo prefeito, Ronaldo Dimas, que cobrou do governo do Estado a concretização das promessas feitas em campanha.

 

 

Carlesse sabia que estava em território hostil, afinal, nas três eleições para o governo do Estado, ocorridas no ano passado, foi derrotado por, Carlos Amastha, nos três pleitos, mas não esperava um constrangimento tão deselegante por parte do prefeito.

 

DEFESA IMEDIATA

Até o filho do prefeito Ronaldo Dimas, deputado Thiago Dimas, de Brasília, mandou outro “recado” para Carlesse, mesmo sem citar nomes, fez um “alerta” ao governador para que deixe de lado pessoas “derrotadas e prostituídas, com histórico de trairagem, e dê mais atenção às demandas da população”.

 

 

A declaração de Thiago Dimas foi considerada a gota que faltava para o caldo transbordar.

 

Ante à cobrança de Dimas, o ex-deputado federal por Araguaína, César Halum, saiu imediatamente em defesa de Carlesse e com a frase “o bom cobrador é sempre um péssimo pagador”, definiu a atitude de Ronaldo Dimas, numa referência às cobranças por promessas de campanha.

 

Cásar Halum é o provável candidato do governo á prefeitura de Araguaína e tudo caminha para que faça uma coligação com o casal Valderez Castelo Branco e Lázaro Botelho, o que o tornará bastante competitivo, tornando o embate sucessório em Araguaína um dos mais interessantes e competitivos da história política da cidade.

 

Araguaína é o segundo maior colégio eleitoral do Tocantins e a situação surgida esta semana deve turbinar ainda mais as articulações e acomodações de forças.  Muitos lances inacreditáveis podem ocorrer.

 

O MDB de Elenil e Marcelo Miranda, por exemplo, apenas observa a movimentação para definir a hora certa de entrar no jogo

 

CARTAS NA MESA

Ninguém é cego para não ver que o candidato do Palácio Araguaia em Araguaína é César Halum, da mesma forma que Ronaldo Dimas está preparando para um embate com Halum uma aproximação com o clã dos Abreu – leiam-se os senadores Kátia e Irajá – e isso tem reflexo direto no futuro político do governador Mauro Carlesse, que pode disputar uma vaga no Senado em 2022, restando a Ronaldo Dimas as opções de apoiar Kátia Abreu à reeleição para o Senado – que é a primeira opção da senadora –, apoiar Eduardo Gomes como candidato a governador ou ele próprio, Dimas, lançar-se numa campanha pelo Palácio Araguaia, caso Gomes não pleiteie o cargo de governador.

 

FATOR EXTRA

Mas há um fator extra que ainda não teve a atenção que merece, que é Elenil da Penha, candidato natural do MDB ao governo do Estado.  Quer queiram, quer não, Elenil é um candidato forte e sua presença no pleito pode diluir os votos, beneficiando diretamente Ronaldo Dimas.

 

Dimas está entre os postulantes com maiores chances de “ganhar terreno” durante a campanha, pois não pode ter subestimado o valor de recursos que tem em mãos – mais de 430 milhões de reais – para aplicar em sua cidade, além do apoio que, certamente terá, com recursos vindos de Brasília, por meio dos senadores Kátia e Irajá Abreu e de Eduardo Gomes, e dos deputados federais Thiago Dimas e professora Dorinha.

 

O certo é que os fatos desta semana deram a largada oficial da corrida sucessória em Araguaína e as pedras começam a ser distribuídas no tabuleiro político.

 

É esperar para ver quais serão os próximos “movimentos”!

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-501.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias