MDB ESTADUAL APOSTA NA CANDIDATURA DE VALDEMAR JR. PARA PREFEITO EM PORTO NACIONAL

Posted On Terça, 19 Novembro 2019 13:35
Avalie este item
(0 votos)
Deputado Valdemar Junior (MDB) e ex-prefeito Paulo Mourão PT Deputado Valdemar Junior (MDB) e ex-prefeito Paulo Mourão PT

O MDB de Porto Nacional amanheceu, nesta terça-feira (19), com ares de partido “puro sangue”, depois de acertar a candidatura do deputado estadual Valdemar Jr., presidente do Diretório Municipal de Palmas, à prefeitura, com direto à dobradinha com um dos maiores puxadores de voto da história da Capital da Cultura.

 

Por Edson Rodrigues

 

Estamos falando do ex-prefeito Paulo Mourão (PT), que iniciou os entendimentos com Valdemar Jr. e acertou com o deputado um “apoio incondicional” à sua candidatura à prefeitura de Porto Nacional em 2020. Desse modo, MDB e PT caminharão juntos na disputa eleitoral, com uma candidatura de peso, uma vez que Mourão tem ótimo conceito político em Porto Nacional e é um dos poucos políticos portuenses com capacidade de transferência de votos.

 

De acordo com fontes internas do MDB, Valdemar Jr. renunciará à presidência do Diretório Municipal do MDB em Palmas e mudará seu domicílio eleitoral para Porto Nacional para poder oficializar sua candidatura.

As fontes informaram que Paulo Mourão encontra-se, no momento, focado em administrar suas empresas e prefere adiar para 2022 qualquer posicionamento eleitoral, quando pretende disputar as eleições.

 

SITAÇÃO DE MAIA SE COMPLICA

O MDB de Porto Nacional pisou no freio a respeito de novas filiações à legenda, dentre elas a do prefeito, Joaquim Maia.  O presidente do Diretório Municipal do MDB, Arlindo Almeida, que também foi pego de surpresa com a decisão de Valdemar Jr., vinha iniciando um processo de discussões a respeito da filiação de novas lideranças para toda a militância, mas foi avisado pelo Diretório Nacional a respeito da candidatura de Valdemar Jr. e com uma candidatura “puro sangue”, de um de seus quadros estaduais, com laços estreitos com a cidade, pois é filho de família tradicional e querida entre os portuenses e é considerado um dos expoentes da política local, suplanta qualquer idéia de fazer diferente.

 

 

Depois de se reunir com o ex-governador Marcelo Miranda e com o deputado estadual Nilton Franco, presidente afastado e presidente em exercício do MDB do Tocantins, respectivamente, o prefeito de Porto Nacional, Joaquim Maia resolveu por sua desfiliação do Partido Verde (PV), e o ingresso no MDB.  Agora, ante à candidatura de Valdemar Jr., Joaquim Maia se vê sem o apoio do PV e sem um partido de ponta para alavancar sua candidatura.

 

Enquanto isso, os adversários de Joaquim Maia vêm promovendo uma enxurrada de postagens nas redes sociais, associando o posicionamento cauteloso do MDB em relação à filiação do prefeito de Porto Nacional, às operações da Polícia Civil recentemente realizadas em secretarias municipais, com autorização da Justiça Tocantinense, e que “surpresas desagradáveis” serão tornadas públicas após o Ministério Público Estadual se pronunciar acerca das investigações, que envolvem uma empresa de pavimentação, com dois processos conclusos junto á prefeitura.

 

 

Apesar de se mostrar “tranqüilo” em relação à Operação da Polícia Civil, Maia, agora, não tem mais a simpatia do PV, que se sentiu desprestigiado pelo prefeito de Porto Nacional em relação à sua escolha por deixar o partido para se filiar ao MDB, nem um partido de ponta para absorver a sua candidatura e a de seus candidatos a vereador. O andamento da Operação da Polícia Civil deve dificultar ainda mais a sua pretensão de se candidatar à reeleição, pois nenhum partido novo irá querer associar a sua imagem a um candidato com um histórico tão recente de problemas com a Justiça.

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-501.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias