Professor do Tocantins recebe prêmio do MEC por desenvolver projeto e contribuir com a educação básica

Postado em Sexta, 30 Novembro 2018 15:06
Avalie este item
(0 votos)

Por Thaís Souza

 

O professor de educação física, Welinton de Freitas Silva, participou na quinta-feira, 29, da cerimônia de premiação da 11ª edição do Prêmio Professores do Brasil. A iniciativa do Ministério da Educação (MEC) visa reconhecer as práticas desenvolvidas em sala de aula que contribuem para a qualidade da educação básica no Brasil.

 

Servidor efetivo da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes desde 2011, Welinton Silva trabalha na Escola Estadual Cândido Figueira, da cidade, e foi o único representante tocantinense premiado neste ano. O docente desenvolveu o projeto O Brasil não é o país só do futebol como a grande maioria prega por aí, que envolve 14 turmas e 365 alunos.

 

O professor destacou a importância de trabalhar com foco no futuro dos alunos. “Tenho certeza de que é na sala de aula que a gente contribui para formar cidadãos críticos, conscientes e capazes de lutar por seus ideais. Ver a mudança acontecer a partir das sementes plantadas, crescendo e dando frutos é o que nos motiva a continuar”, enfatizou.

 

O professor de educação física foi premiado com R$ 5.000,00 na categoria Esporte como Estratégia de Aprendizagem. Weliton Silva disse que é gratificante estar entre os selecionados do País e o dinheiro será revertido em material esportivo para a escola.

 

A diretora da escola, Rozilda Oliveira Abreu, destacou que um profissional motivado faz toda a diferença no âmbito escolar. “É de grande importância ter um professor inspirado dentro da unidade de ensino. O reconhecimento desse projeto impulsionou o trabalho de todos. Pessoas entusiasmadas contribuem de forma interdisciplinar para a aprendizagem do aluno”, disse.

 

O ministro substituto da Educação, Henrique Sartori, esteve na premiação e ressaltou a importância de se destacar as boas ações desenvolvidas nas escolas de todo o país.

 

Projeto

 

A motivação para o projeto surgiu após perceber que parte dos alunos não se interessavam por Futebol. Diante disso, o professor incluiu outras modalidades esportivas nas aulas como Atletismo, Badminton, Basquete, Handebol, Tênis de Mesa, Vôlei e Xadrez.

 

O resultado superou as expectativas. Os alunos aprenderam novos esportes e passaram a ter mais consciência sobre a importância da prática esportiva para o bem-estar físico e mental. O trabalho rendeu vagas na disputa dos Jogos Escolares do Tocantins (Jets).

 

Premiação

 

A edição 2018 do Prêmio Professores do Brasil reconheceu os projetos de 30 professores em seis categorias: Creche, Pré-escola, Ensino fundamental, dividido em três etapas, e Ensino médio, além de temáticas especiais, tendo o esporte como estratégia de aprendizagem.