CINTHIA RIBEIRO RECLAMA DE VISITA DE BOLSONARO E CRIA “SAIA JUSTA” COM SENADOR EDUARDO GOMES

Posted On Sábado, 14 Dezembro 2019 05:21
Avalie este item
(0 votos)

Ao fazer pouco caso da visita do presidente da República, Jair Bolsonaro à Palmas, a prefeita comprova que terceirizou até os bons modos da sua administração

 

Por Edson Rodrigues

 

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro mostrou que realmente apenas “está prefeita” e que precisa, ao menos, receber noções sobre os deveres, as ações protocolares e da “liturgia do cargo”.  Ao pronunciar a frase “queriam trazer o presidente (Bolsonaro à Palmas) a qualquer custo para levantar o moral do governo (do Estado)), ela não apenas desrespeitou 55.205.640 de eleitores que votaram em Jair Bolsonaro – esses, talvez, nem a conheçam, nem saibam da sua existência. Muito mais que isso, Cinthia afrontou, jogou na lama, humilhou – e certamente fragilizou – o elo que a unia ao senador Eduardo Gomes, um parlamentar de peso que lhe rende apoio, carreando verbas e agilizando demandas de Palmas junto ao governo federal.

 

Ataídes Oliveira e Carlos Amastha ex aliados de Cinthia 

 

A afirmação taxativa de Cinthia à imprensa foi um verdadeiro soco na boca do estômago, um tiro á queima roupa – talvez no próprio pé – no senador Eduardo Gomes, que passou dias e dias em Brasília articulando a vinda de Bolsonaro à Palmas, contando com a boa vontade do presidente da República, que é seu amigo pessoal, para a assinatura de um protocolo de intenção de financiamento.

 

SABERES

Cinthia também demonstrou desconhecimento ao  deixar transparecer não saber como ocorrem as liberações desse tipo de financiamentos, em que os recursos ficam disponíveis no agente financiador e são liberados para o pagamento das empresas vencedoras das licitações.  Dessa forma, com os contratos assinados em janeiro de 2020, a partir do momento que as obras começarem os recursos são liberados de acordo com o andamento das mesmas, não passando pelos cofres das prefeituras ou do governo do Estado.

 

A mesma atitude foi seguida pelo prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, que criticou a cerimônia, pois “achava que os contratos seria assinados”.

 

A maioria dos prefeitos conhece esse tipo de financiamento e, segundo um técnico do governo “Cinthia talvez desconheça esse tipo de tramitação, pois as obras que ele vem computando para si, como prefeita, já estavam licitadas por seu antecessor, Carlos Amastha, que deixou conseguiu os recursos, viabilizou as obras e as licitou, deixando tudo pronto para sua sucessora antes de renunciar, ou seja, Cinthia nem precisou ler os contratos”.

 

BOLSONARO

Para se ter uma ideia da chance perdida por Cinthia Ribeiro durante a visita do Presidente Jair Bolsonaro ao Tocantins, o que não faltou foram pedidos e lembranças para a resolução de problemas históricos do Tocantins.  Todos os presentes que tinham algum problema cuja resolução passasse pelo governo Federal, souberam aproveitar a presença do presidente no Tocantins.

 

O governador do Tocantins, Mauro Carlesse, lançou nesta quinta-feira, 12, no Palácio Araguaia, em Palmas, o Programa Governo Municipalista, que vai investir mais de R$ 759 milhões em obras de infraestrutura nos 139 municípios. Estavam presidentes da República, Jair Bolsonaro; do Senado, Davi Alcolumbre; e da Caixa Econômica Federal (CEF), Pedro Duarte Guimarães.

 

Em seu discurso, o governador Mauro Carlesse destacou que o Programa Governo Municipalista vai gerar mais de 20 mil postos de trabalho. “Fazia dois anos que a gente estava tentando destravar esses empréstimos com a Caixa. Agora, os recursos vão chegar aonde realmente a população está que é nos municípios. Isso vai aquecer a economia e gerar mais emprego e renda”.

 

Prefeita Cinthia Ribeiro  e senador Eduardo Gomes ex-aliados

 

O governador Mauro Carlesse ainda pediu, durante o seu discurso, o empenho do presidente Jair Bolsonaro para a construção da Rodovia Transbananal; a pavimentação das estradas do Jalapão e da Rodovia BR-010, além de recursos federais para execução do Pátria Amada Mirim (PAM), voltado para o meio ambiente.

 

Bolsonaro fez um discurso em que exaltou os valores da família tradicional; explanou sobre a situação financeira do país e criticou a volta dos radares nas rodovias federais.

 

Já o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, que recebeu das mãos do presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, Antônio Andrade, o título de cidadão tocantinense, destacou em seu discurso o empenho do governador Mauro Carlesse para destravar os recursos do Programa Governo Municipalista. “Já recebi o governador Carlesse várias vezes em Brasília e ele tem sido um interlocutor incansável das demandas do Tocantins”. 

 

Ainda durante o evento, o presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Marcelo Andrade, anunciou a abertura do escritório do órgão no Tocantins. A pasta tem como foco o desenvolvimento regional.

 

O Programa Governo Municipalista vai investir na economia tocantinense mais de R$ 759 milhões. Os recursos são referentes à contratação de dois empréstimos com a Caixa, além de valores do Programa Pró-Transporte (infraestrutura urbana); parte do saldo para construção de unidades habitacionais; e parte do saldo para construção do Hospital Geral de Gurupi.

 

O programa prevê obras de infraestrutura nos 139 municípios, além da construção do Hospital Geral de Gurupi; da pavimentação das rodovias ligando Gurupi ao Trevo da Praia (TO-365); da pavimentação da rodovia ligando Lagoa da Confusão à Barreira da Cruz (TO-225); da duplicação da rodovia ligando Araguaína a Novo Horizonte; da pavimentação da TO-243 ligando Araguaína ao povoado Mato Verde; da reforma do Ginásio Ercílio Bezerra, em Paraíso do Tocantins; e do Estádio Castanheirão, em Miracema; e ainda, a viabilização de obras como a construção de unidades habitacionais, e complementação de obras do programa Pró-Transporte. Os recursos também serão usados para a construção da nova ponte de Porto Nacional. A obra deve levar aproximadamente dois anos e quatro meses para ser concluída.

 

A assessoria de imprensa da Caixa Econômica Federal explica que  contratação do empréstimos de R$ 583 milhões está adiantadas, mas que ainda há pequenas pendências a serem resolvidas.

 

Oficialmente, o governo estadual afirmou que para o garantir os recursos dos empréstimos só será necessário “lançar a licitação de todos os projetos para em seguida iniciar as obras”.

 

CINTHIA COM KÁTIA ABREU

Enquanto isso, a prefeita de Palmas prepara um mega evento em parceria com a senadora Kátia Abreu para a realização do programa “Catarata Zero”, um mutirão de cirurgias de catarata a ser realizado simultaneamente em Palmas e em Porto Nacional na próxima segunda-feira, 16.

 

Kátia Abreu nova aliada

 

O programa é fruto de uma emenda parlamentar impositiva de Kátia Abreu, direcionada para os municípios de sua base política, e faz parte da estrutura de ”governo paralelo” montada pela parlamentar, para contrapor o governo de Mauro Carlesse, que vem dando preferência por carrear recursos aos municípios onde tem apoiadores, como Porto Nacional, em detrimento daqueles em que os prefeitos são da base de apoio a Mauro Carlesse, assim como faz seu filho, o também senador, Irajá Abreu.

 

Ao que parece, Cinthia Ribeiro revelou sua verdadeira intenção de não rezar pela cartilha de Mauro Carlesse, e de buscar se juntar aos seus opositores, nem que para isso tenha que virar as costas para quem lhe ajudava, como era o caso do senador Eduardo Gomes, confirmando, também, a fama de ingrata que já tinha nos bastidores políticos do Tocantins.

 

 

Parece que a movimentação política para 2022 foi antecipada em alguns anos...

Última modificação em Sábado, 14 Dezembro 2019 06:03

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-502.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias