DIRIGENTES POLÍTICOS ENVOLVIDOS EM ESCÂDALOS, COM DIFICULDADES DE SE MANTER NO PODER E O FORTE DESEMPENHO DE CINTHIA RIBEIRO A TORNAM FAVORITA EM PALMAS

Posted On Segunda, 10 Fevereiro 2020 04:39
Avalie este item
(0 votos)

Porto Nacional, aos dez dias do mês de fevereiro de 2020

 

Por Edson Rodrigues

 

A cidade de Porto Nacional, “Capital da Cultura”, está cuidando muito da vida dos outros e esquecendo da sua própria. Porto adquiriu uma espécie de “síndrome de paralisia” e parou de crescer, de observar seus próprios problemas.

 

Estamos em um ano em que teremos que votar em uma pessoa que possa dar uma nova dinâmica administrativa para resolver os problemas e demandas da nossa população.  Sem entrar no cerne da questão e sem julgamentos ao atual prefeito, Joaquim maia, nesses três anos, um mês e dez dias de administração, não conseguimos identificar nenhuma obra de vulto, de importância abrangente que sirva para ser “a marca’ da sua administração.

 

Mas, colocando todos os fatos em análise, podemos observar que na gestão de Joaquim Maia houve uma condenação como gestor, em primeira instância, que cassou seus direitos políticos por cinco anos, duas secretarias alvos de buscas e apreensões da Polícia Civil, com direito a bloqueio de bens de mais de dois milhões de reais de um dos seus secretários.

 

Ou seja, Porto Nacional precisa sair da mesmice política se quiser ser algo mais que simplesmente “Capital da Cultura” do Tocantins.

 

CINTHIA SURPREENDE

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, vem surpreendendo seus adversários com um ótimo desempenho em seu governo, com o bônus de não haver qualquer caso de corrupção entre sua equipe, com um aumento de arrecadação sem precisar do recurso do terrorismo fiscal de administrações passadas recentes, muito bem assessorada e articulada  politicamente.

 

O nível de sua administração, com todas as principais licitações concluídas e assinadas, ordens de serviço executadas e muito dinheiro em caixa para dar início às obras que irão beneficiar a coletividade palmense está acima da média.  A arrecadação da prefeitura bate recordes todos os meses sem a necessidade de aumento de taxas ou tributos, permitindo a manutenção dos contratos com fornecedores, prestadores de serviço e obrigações sociais em dia.  A prefeitura mantém todas as certidões positivas junto ao governo federal, mantendo-se apta a assinar ou receber recursos com instituições federais, graças ao trabalho do competente secretário de Finanças Rogério Ramos, que montou uma equipe capacitada, com técnicos competentes.

 

CONVIVÊNCIA

Associado ao bom desempenho financeiro, a prefeita vem colhendo bons frutos de uma convivência harmônica com o Poder Legislativo, conseguindo o apoio da maioria dos vereadores, assim como com os Poder Judiciário.

 

Esse patamar de harmonia no governo da Capital foi conseguido, também, graças ao trabalho competente e eficiente do ex-deputado estadual, ex-prefeito e Goiás e ex-secretário de governo do Estado do Tocantins, ex-vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de Palmas por dois mandatos consecutivos, Carlos Braga.  Braga tem o mesmo perfil político dos saudosos Tancredo Neves e Ulysses Guimarães, tratando todas as questões, com todos os Poderes, com respeito, dedicação e muito diálogo.  Desta forma, Braga vem costurando uma série de entendimentos políticos – ou não – benéfico ao governo que representa.

 

Carlos Braga e a prefeita Cnithia Ribiero 

 

Tantos bom exemplos vindos da equipe, podem ter influenciado a prefeita Cinthia Ribeiro, que tem dado aula de simpatia e muita humildade, sem esquecer, nunca, do seu jeito enérgico e responsável, uma administradora com controle e autoridade. Dessa forma, Cinthia vem conseguindo desenvolver um governo com planejamento, tendo Thiago de Paulo Marconi à frente da Pasta.

 

Rogério e Thiago são dois secretários cruciais, que falam a mesma língua da prefeita Cinthia Ribeiro, cumprem à risca suas determinações, com transparência, seriedade e eficiência, dando o tom de lisura à administração da prefeita.

 

O JOGO AINDA NÃO COMEÇOU

Com tanta dedicação pessoal e dos seus assessores, o governo de Cínthia Ribeiro não sangra com escândalos de corrupção, não é alvo de operações da Polícia Federal nem da Polícia Civil, o funcionalismo público vem recebendo todos os seus direitos, o magistério com proventos atualizados e corrigidos dentro do teto estipulado pelo Ministério da Educação.

 

Outra grande vantagem de Cinthia Ribeiro é que quem faz oposição ao seu governo não tem discurso nem bandeira, talvez, até, por causa da boa administração, que não deixa nenhuma “aba” a ser aparada.

 

Apesar disso, a oposição, em Palmas não é fraca e se conseguir reunir os “desgarrados”, pode se tornar apta a tentar fazer frente durante a campanha, lembrando, sempre, que entre a boa administração e uma oposição forte, existe sempre o “fiel da balança”, que é o eleitor.

 

ENTRAVE?

Apesar da boa gestão de Cinthia Ribeiro e tudo o mais que foi exposto de bom que vem ocorrendo em seu governo, há, ainda um entrave que pode impossibilitar que ela se utilize desse bom momento político para ser reeleita, que é a sua filiação a um partido forte, que tenha um bom tempo no Horário Gratuito de Rádio e TV – ou, no mínimo, uma coligação que lhe proporcione isso –, um bom fundo partidário.

 

Sua demora em definir um partido passa a representar uma “luz de alerta” em suas intenções políticas futuras. A cada dia que passa essa indefinição só aumento a sensação de insegurança política de seus aliados e deixa ela própria, Cinthia, refém do tempo que parece correr mais rápido nesses momentos em que temos um prazo estipulado e imutável.

 

Mas, a recente divulgação de que Palmas ficou em 2º lugar no ranking das capitais mais bem avaliadas do País, segundo o Instituto de Gestão Municipal Áquila, coloca o PSDB, que vinha embarreirando a candidatura de Cínthia à reeleição, em uma posição desconfortável, já que, a partir de agora, a expectativa é de que a cúpula nacional tucana reitere o apoio à candidatura de Cinthia.

 

Nos bastidores, comenta-se que a cúpula tucana já baixou uma norma que determina que, nas capitais, quem escolhe o candidato do partido é o PSDB Nacional, o que pode garantir a candidatura de Cínthia à reeleição no partido no qual ela é filiada.

 

Ou seja, o jogo ainda não começou.

 

RAUL PRATICAMENTE NO MDB

O ex-prefeito de Palmas, Raul Filho está praticamente acertado para se filiar ao MDB e ser o candidato da legenda à prefeitura de Palmas.

 

Ex-prefeito Raul Filho foi o coordenador da Campanha de Kátia Abreu para o Governo 

 

O movimento foi articulado pela ex-primeira dama do Estado e atual deputada federal, Dulce Miranda e pelo presidente interino do MDB estadual, deputado Nilton Franco, que assumiu o comando do partido após a prisão do ex-governador Marcelo Miranda, há quase 200 dias, acusado de vários crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

 

Raul Filho vem fazendo sua articulação política visando à sua candidatura de forma discreta e sem alarde, conseguindo manter-se longe da mídia enquanto foi necessário.  Agora, seus contatos com as lideranças políticas de todas as regiões da cidade vêm sendo ampliados de forma constante e, caso se concretize sua pretensão pelo MDB, certamente será uma candidatura viável e competitiva.

 

PARTIDO-PROBLEMA

É quase uma questão “vapt-vupt”, automática: basta um candidato se lançar pelo MDB para ter problemas em sua campanha.

 

O eleitorado de Palmas é testemunha de muitas candidaturas emedebistas à prefeitura que naufragaram – ou quase – por conta de problemas internos, como Nilmar Ruiz e Freire Jr., excelentes candidatos, mas que jamais chegaram aos seus objetivos por conta das históricas subdivisões existentes dentro do MDB, que é especialista em criar “fogo amigo”,

 

 

Dulce Miranda e o presidente interino do MDB Nilton Franco

 

No caso da candidatura de Raul Filho, ainda há mais um agravante.  Nossas fontes afirmam que, com 100% de certeza, toda essa movimentação dentro do MDB para ter um candidato competitivo, tem haver com o fato de o senador mais bem votado nas últimas eleições, Eduardo Gomes, do próprio MDB, apoiar a candidatura à reeleição da prefeita Cinthia Ribeiro.

 

Senador Eduardo Gomes

 

Pelo histórico político do MDB, a “canoa” da candidatura de Raul Filho pode naufragar a qualquer momento, pois, nesses casos de divisões internas, quem costuma decidir e dar as cartas, é a cúpula da legenda em Brasília.

 

TOCANTINS X CORRUPÇÃO

Os grandes partidos políticos com seus dirigentes nacionais envolvidos em vários escândalos de corrupção, que levaram o Brasil a uma profunda recessão e causou um grande caos na economia, resultando em milhares de exonerações e a uma verdadeira paralisia no desenvolvimento do País. São escândalos enfileirados um atrás do outro, acumulando em bilhões de reais roubados por agentes públicos.

 

Infelizmente o Tocantins, o mais novo Estado da Federação, vem sangrando há tempos ante a opinião pública nacional, alvo de diversas operações da Polícia Federal, da própria Polícia Civil Estadual.

Três ex-governadores são alvos de ação por irregularidades em contratos de construção de pontes e estradas. Marcelo Miranda Presidente do MBD, preso a mais de 140 dias, deve ser julgado pela justiça federal em Abril

 

O Tocantins já tem três ex-governadores levados às dependências da Polícia Federal – José Wilson Siqueira Campos, Sandoval Cardoso e Marcelo Miranda – com a prisão de dois deles: Sandoval Cardoso e Marcelo Miranda (ainda preso), vereadores presos, desembargadores afastados, empresários e laranjas, todos envolvidos em crimes de corrupção, formação de quadrilha e outros escândalos, numa conjunção de patifarias que, sem piedade, roubaram bilhões de reais em prejuízos, envolvendo o sistema previdenciário do Estado e do Município de Palmas.

 

Em todos os escândalos tocantinenses havia as pegadas de políticos de outros estados e dos mesmos políticos envolvidos em escândalos como aos Anões do Orçamento, a Máfia das Ambulâncias, dos Sanguessugas, entre outros.

 

De todos os partidos envolvidos em escândalos, o único que sumiu dos noticiários, não por inocência, mas por falta de “força política” para participar de outros esquemas, foi o PT, do ex-presidente Lula, em liberdade provisória e respondendo a diversos processos junto à Justiça Federal.

 

VEM MAIS

A partir da semana que vem, o Tocantins poderá voltar aos noticiários diários com relatos de mais operações da Polícia Federal e da Polícia Civil, com o retorno ao trabalho dos Poderes Judiciário Federal e Estadual, após as férias forenses.

 

Graça s aos competentes membros dos Ministérios Públicos Federal e Estadual, que têm sido implacáveis no combate à corrupção, trabalhando em conjunto com os valorosos policiais federais e civis, o momento se faz propício para que os eleitores dêem um basta na história política dos envolvidos em investigações.

 

 

Muitos deles irão tentar a reeleição, outros, fora do poder, vão tentar retomar as tetas” que os alimentaram por tempos, outros, inelegíveis, vão colocar esposas, irmãos, pais, mães, irmãs, como candidatos “laranja”.

 

O eleitor tocantinense precisa prestar bastante atenção nesses políticos que fazem tudo para se manter no poder, lembrando que uma ótima fonte de informação será a imprensa tocantinense, que vem mostrando, constantemente, os escândalos nas administrações municipais, nos legislativos e em todos os Poderes.

 

Tem deputado federal “cantando alto”, dando uma de santinho, salvo das garras da polícia federal por ter conseguido transformar a denúncia de recebimento de propina na Operação Reis do Gado em crime eleitoral, indo parar no TSE, que vem sendo monitorado pela imprensa.

 

O Paralelo 13 estará atento nas eleições municipais de outubro próximo, para ajudar os eleitores a separar o joio do trigo.

 

O mês de fevereiro promete...

Última modificação em Segunda, 10 Fevereiro 2020 06:55

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-502.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias