Entre a sexta-feira e o domingo, 11 a 13, a PM recuperou 07 veículos com restrição de furto e roubo no Estado por meio de abordagens, blitz policial e denúncias anônimas. Os veículos foram recuperados nas cidades de Paraíso, Gurupi, Araguaína e Centenário

 

Por Melânia Kássia

 

No centro do município de Centenário, região do Batalhão de Pedro Afonso, a equipe policial avistou uma motocicleta em atitude suspeita e procederam com a abordagem. O veículo possuía restrição de furto e estava em posse de dois suspeitos de 18 e 27 anos, que foram encaminhados à Delegacia de Polícia para as devidas providências.

 

Em Araguaína duas motocicletas abandonadas foram localizadas pela PM, uma Sundown/Web 100 na Rua Santa Cruz e uma Honda Biz 125 no setor Anhanguera. Ambas foram entregues às autoridades para os demais procedimentos.

 

Os policiais militares em Gurupi também realizaram duas recuperações de veículos, sendo uma motocicleta na tarde de sexta-feira,12, identificada como produto furtado e que estava abandonada em um matagal nas proximidades do aeroporto, e outro localizado durante patrulhamento, onde a equipe em serviço deparou com um Fiat Strada sendo desmontado em uma oficina.

 

As conduções recuperadas e o proprietário da oficina foram encaminhados às autoridades para demais procedimentos.

 

Outros dois veículos foram recuperados na sexta-feira, 11, e no sábado, 12, em Paraíso dos Tocantins. O primeiro foi um Toyota Ethios branco, flagrado no setor Jardim América em posse de um suspeito de 24 anos, em que o chassi não coincidia com a documentação apresentada. Diante disso, o suspeito e o veículo foram conduzidos à Delegacia.

 

O segundo veículo foi uma moto Honda CG 125 de cor preta que foi recuperada após ser abandonada por um suspeito em fuga. Após serem acionados para um atendimento de roubo, os policiais militares receberam as características do suspeito que estava em uma motocicleta sem placa e em fuga. A moto foi localizada na rua 13 de maio, abandonada em um lote baldio, onde após consulta, a mesma possuía restrição de furto e roubo no sistema.

 

O veículo foi apresentado na Delegacia para os demais procedimentos de restituição à vítima.

Postado em Segunda, 14 Janeiro 2019 10:44 Escrito por

Por Rogério de Oliveira

 

Policiais Civis das Delegacias de Arapoema e Colinas do Tocantins, coordenados pelos delegados Marco Aurélio Barbosa e Lorrany Almeida, após trabalho investigativo, recuperaram na tarde desta terça-feira (8), em Colinas  um veículo automotor 100% clonado e com documento falsificado.

 

Conforme o delegado Marco Aurélio, os agentes da referidas delegacias faziam incursões de rotina, no centro da cidade quando se depararam com uma pick-up Strada, Adventure, ano 2016 e desconfiaram que o veículo poderia ser produto de origem criminosa. Dessa forma, os agentes abordaram o condutor do carro e, após uma rápida vistoria, constataram que os números identificadores de chassi e motor estavam com sinais de adulteração.

 

Depois de levantamentos efetuados, os policiais civis descobriram que o veículo original encontra-se, no Estado de Minas Gerais, fato este confirmado  pelo legítimo proprietário, que foi contatado pela Polícia Civil. O carro estava com placa de veículo similar, assim quando a polícia fazia simples consulta da placa mostrava um veículo do mesmo modelo passando na fiscalização sem ser notado.

 

Diante dos fatos, o veículo e seu condutor foram encaminhados para a Central de Flagrantes da Polícia Civil, em Colinas. A pick-up será submetida à perícia oficial do estado e, logo após os procedimentos legais cabíveis, será restituída ao seu legítimo proprietário. O condutor do veículo, um homem de inicias D. S. S. poderá responder pelos crimes de receptação e uso de documento falso.

Postado em Quarta, 09 Janeiro 2019 08:06 Escrito por

Por Wherbert Araújo

 

A Polícia Civil do Tocantins, por meio da Delegacia Especializada em Investigações Criminais DEIC-Porto, deu cumprimento na tarde desta quinta-feira, 27, em Porto Nacional, a 60 quilômetros de Palmas, a dois mandados de prisão preventiva em desfavor de Genilton Pereira da Silva, conhecido como "nino".  Ele foi recolhido para a Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional – CPP.

 

Genilton foi indiciado pela prática de dois homicídios qualificados (tentado e consumado, respectivamente) ocorridos em Porto Nacional neste ano. O primeiro deles, contra as vítimas G.L.S., H.O.S., R.M.A.X. e F.A.R.S., ocorreu no dia 19 de agosto, no Bar Encontro dos Amigos localizado no setor Eldorado. O segundo delito (consumado), por sua vez, se deu no estabelecimento comercial Bar do Filho, setor Brigadeiro Eduardo Gomes, no dia 26 do mesmo mês e teve como vítima Joventino Batista de Sousa.

 

De acordo com o delegado Diogo Fonseca da Silveira, Genilton ainda é investigado em outros inquéritos policiais que tratam de crimes contra a vida. “A fim de garantir a ordem pública em razão da reiteração criminosa  e periculosidade, foi representada pela prisão cautelar do autor, sendo o pedido referendado pela 1ª  Vara Criminal de Porto Nacional”, afirmou.

 

Polícia Civil prende autores de homicídio no interior do Estado

 

Por Rogério de Oliveira

 

Na manhã desta sexta-feira (28), a Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da Delegacia de Pedro Afonso efetuou as prisões de Maria de Fátima Neres da Silva, de 23 anos e Rikeviny Ramos dos Santos, vulgo “Paulista”, de 20 anos.

 

Eles são suspeitos pelo homicídio que vitimou Wandson Conceição Milhomem, fato ocorrido no último dia 13 de dezembro, em Bom Jesus e foram capturados por policiais civis comandados pelo delegado Bernardo José da Rocha Pinto, mediante cumprimento a mandados de prisões temporárias.

 

Na mesma ação, os policiais civis deram cumprimento a um mandado de apreensão de um adolescente infrator de 15 anos de idade, o qual também é suspeito de envolvimento no crime. Conforme o delegado, o crime chocou a comunidade em razão da violência empregada, uma vez que Wandson foi morto com 15 golpes de faca e facão.

 

Segundo apontaram as investigações, a motivação para o bárbaro crime se deu em virtude de a vítima ter uma dívida de drogas com os autores. Ainda de acordo com as investigações, Maria de Fátima teria sido a mandante do assassinato e o adolescente e Paulista, os executores.

 

A mulher já responde por tráfico e receptação, sendo que o adolescente responde por ato infracional análogo ao crime de roubo. As prisões temporárias tem duração de 30 dias e a internação, 45 dias.

 

Ao serem ouvidos pelo delegado Bernardo, o adolescente e Rikeviny confessaram a autoria do homicídio, no entanto, Fátima disse que teve participação limitada no crime. “Após duas semanas de investigação, conseguimos desvendar a autoria e a motivação desse crime bárbaro que chocou a população da cidade de Bom Jesus e, dessa maneira, os três autores foram presos e o menor apreendido para que respondam pelos atos que lhes são imputados, conforme determina a lei”, ressaltou o delegado Bernardo José.

 

Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, o adolescente infrator será encaminhado para o Centro de Atendimento Sócioeducativo de Palmas (Case). Maria de Fátima foi recolhida à carceragem da Cadeia Feminina de Pedro Afonso e Paulista será encaminhado para a Cadeia Pública de Guaraí. Os três suspeitos permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Postado em Sexta, 28 Dezembro 2018 13:56 Escrito por

Por Tom Lima

 

Todas as unidades prisionais do Tocantins estão equipadas com novo armamento, dentro do projeto de modernização e reforço na segurança do Sistema Penitenciário (Sispen). Na manhã desta sexta-feira, 14, o secretário de Estado da Cidadania e Justiça, Heber Fidelis, reuniu os diretores de todas as casas penais para fazer a entrega formal de 100 espingardas calibre 12 Pump Action, cano de 14 polegadas, de uso restrito militar e policial. A solenidade foi realizada na sede da Escola Superior de Gestão Penitenciária (Esgepen), em Palmas.

De acordo com o superintendente do Sispen, Orleanes Alves, dotar as unidades com esse tipo de armamento é uma demanda antiga da gestão, motivo de comemoração pelo êxito. “Esse modelo de espingarda é o mais versátil que chega ao Sistema, que pode ser usada com munição letal para escoltas e até em missões de alto risco, na contenção de motins, municiadas com químicos e também, dependendo da necessidade, com elastômetro. Nas próximas, os servidores serão capacitados para o manuseio e manutenção das armas”, explica.

 

Mais armamentos

Segundo o secretário Heber Fidelis, ainda este ano, gradativamente, o Sistema Penitenciário receberá mais de 65.500 itens de segurança para utilização na rotina operacional das casas penais, ao custo de cerca de R$ 2.100.000,00 provenientes do Fundo Penitenciário Estadual (Funpes). Serão adquiridas pistolas, fuzis, espingardas, munições, projéteis, spray de pimenta, cartuchos, granadas, entre outros. Além disso, haverá a aquisição de três viaturas blindadas, também pelo Fundo, ao custo aproximado de R$ 1.060.000,00.

 

Scanners corporais

Ainda no quesito reforço na segurança, a Seciju está adquirindo 19 scanners corporais que serão colocados nas três maiores unidades penitenciárias e outras de médio porte, sendo sete equipamentos por meio de locação e 12 doadas pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen). A primeira unidade a receber o equipamento será a Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP) até o final deste ano.

 

Segundo Heber Fidelis, o Tocantins é o único estado que não dispõe de scanners corporais. Uma portaria estadual veda qualquer forma de revista invasiva ou constrangedora que submeta o visitante a condições vexatórias, como a nudez ou posições que exponham a intimidade ou a privacidade do visitante. “Como não fazemos revistas vexatórias, pois são proibidas, os scanners corporais representam uma ampliação da segurança do sistema prisional e terá, como efeito, a desmobilização das quadrilhas dentro dos presídios e contenção da entrada de ilícitos”, aposta. Seja sob as vestes ou no interior do corpo, qualquer objeto é identificado pelo aparelho. Desta forma, é impossível burlá-lo.

 

Postado em Sexta, 14 Dezembro 2018 13:40 Escrito por

Mauro Carlesse destacou a importância do trabalho da Polícia Civil no contexto da segurança pública

 

Por Jarbas Coutinho

 

O governador Mauro Carlesse empossou na manhã desta terça-feira, 27, Rossílio Souza Correia como delegado Geral da Polícia Civil e Raimundo Cláudio Batista como diretor de Polícia Civil de Palmas. Na oportunidade foi empossado também Marcelo Falcão como o subsecretário da pasta da Segurança Pública do Estado do Tocantins.

 

O ato contou com a presença do secretário de Estado da Segurança Pública, Heber Luiz Fernandes Fidelis. O governador destacou a importância do trabalho da Polícia Civil no contexto da segurança pública e desejou sucesso a cada um dos empossados. “A segurança pública é uma das nossas prioridades e desejamos sucesso a cada um vocês no exercício das suas atividades”.

 

 

 

Legenda: Mauro Carlesse empossou Rossílio Souza Correia como delegado Geral da PC, Raimundo Cláudio Batista como diretor da PC de Palmas e Marcelo Falcão como o subsecretário da Segurança Pública do Estado do Tocantins

 

Postado em Terça, 27 Novembro 2018 14:57 Escrito por
Página 1 de 31