Além da apreensão de cerca de 30 quilos de maconha, 1 quilo de crack e 1 quilo de pasta base de cocaína, quatro pessoas foram presas

 

Dicom SSP-TO

 

Operação da 1ª Divisão de Repressão a Narcóticos (1ª Denarc – Palmas) da Polícia Civil do Tocantins resultou nesta segunda-feira, 11, na prisão em flagrante de quatro suspeitos de tráfico de drogas e na apreensão de aproximadamente 30 quilos de maconha, 1 quilo de crack e um quilo de pasta base de cocaína, além de dinheiro em espécie. Com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF-TO), a 1ª Denarc Palmas efetuou as prisões e as apreensões na BR-153, nas proximidades de Guaraí.

 

O delegado da 1ª Denarc Palmas, Enio Walcacer, explica que as prisões em Guaraí e a apreensão dos entorpecentes começou em Palmas. Segundo ele, de posse da informação de que um grande carregamento de um fornecedor de Palmas seria distribuído para cidades do interior, a 1ª Denarc realizou o monitoramento que resultou na prisão de uma mulher de 39 anos, que levaria 3,5 quilos de maconha para Pedro Afonso. “A partir daí, seguimos monitorando e com o apoio da PRF-TO, conseguimos finalizar com êxito a apreensão e prisões em Guaraí”, destacou.

 

Para Enio Walcacer, o sucesso das apreensões dos entorpecentes em Palmas e em Guaraí se deve ao trabalho de monitoramento que foi executado pelas equipes da 1ª Denarc. “Confirmamos as informações de que o carregamento de drogas de Palmas seria distribuído para o interior e, dessa forma, a equipe Alfa, com o apoio da PRF-TO, abordou o veículo que estaria transportando as drogas.

 

O flagrante foi lavrado na 7ª Central de Atendimento da Polícia Civil em Guaraí. Os presos, depois dos procedimentos legais cabíveis, serão encaminhados para a Casa de Prisão Provisória de Palmas, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

 

 

Posted On Terça, 12 Mai 2020 05:08 Escrito por

Três homens foram presos durante a operação “Carro de Luxo”

 

Por Shirley Cruz

 

A Polícia Civil do Tocantins, por meio da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores - DRFRVA – deflagrou e concluiu nas primeiras horas da manhã deste sábado, 9, a operação “Carro de Luxo” para desarticular uma associação criminosa responsável pelo furto de dezenas de veículos de luxo nesta capital, principalmente os da marca Toyota Hilux e L200. Foram presos quatro indivíduos por força de mandado de prisão preventiva e flagrante.

 

Segundo o titular da DRFRVA, delegado Rossílio Souza Correia, o grupo atuava em Tocantins desde o ano de 2018. Naquele ano, conforme relata o Delegado, foram subtraídas mais de 15 camionetes de luxo, tendo sido usado para consumar os crimes o mesmo “modus operandi”, qual seja, por meio de um aparelho chamado “modulo” (aparelho com a finalidade de substituir sistema eletrônico original e como consequência fragilizar todo sistema de segurança do veículo, inclusive o CODE).

 

Com o uso do “modulo”, o grupo conseguia ligar as camionetes e, depois era usado um outro aparelho denominado “capetinha” cuja função era bloquear qualquer tipo de sinal de GPS, para que o veículo não fosse rastreado. Após o furto, as camionetes eram colocadas em “quarentena” ( custodiadas por alguns dias em um lugar ermo) e em seguida levadas para o Estado do Pará e circunvizinhos, onde eram clonadas e alienadas a receptadores.

 

Conforme as investigações, nos últimos 30 dias o grupo participou efetivamente do furto de pelos menos três camionetes de luxo na Capital, sendo uma no dia 09 de abril (furtada no Estacionamento de uma grande rede de Supermercados no centro de Palmas); outra furtada em 28/04/2020, no estacionamento em frente a um banco institucional e uma terceira, furtada nesta sexta-feira, 8, por volta das 19 horas, no estacionamento do Hospital Geral de Palmas (HGP), durante o monitoramento dos investigadores.

 

O grupo tem base interestadual nos estados do Ceará e do Pará, sendo sua principal sede instalada na cidade de Conceição do Araguaia. O Delegado Rossílio relata que, após meses de investigação, de caráter sigiloso, por meio de interceptações telefônicas, os policiais monitoraram toda a movimentação do grupo, inclusive, nesta madrugada, em tempo real, quando depois de furtar a camionete Hilux, ano 2019, do estacionamento do HGP, levaram o veículo para um lugar afastado no Distrito de Luzimangues, em Porto Nacional, onde a camionete foi apreendida pelos policiais.

 

Apoio

A operação contou com o apoio da 1ª e da 4ª Delegacia de Polícia da Capital; da 1ª Divisão de Repressão a Narcóticos de Palmas (1ª Denarc); e policias militares do Comando de Operações Especiais da Polícia Militar (COE) de Couto Magalhães. Além do titular da DRFRVA, delegado Rossílio Souza Correia, a operação foi comandada pelos delegados Anderson Casé e Ricardo Real. “Com a prisão dessa quadrilha, esperamos que os furtos de veículos possam diminuir sobremaneira nesta capital”, afirmaram os delegados.

 

Posted On Domingo, 10 Mai 2020 07:28 Escrito por

Entre as despesas, chama atenção o pagamento de uma empresa de táxi aéreo no último dia de 2019

 

Com TSE

Na lista de despesas do PT, aparecem R$ 135 mil com táxi aéreo

 

Mesmo em meio à redução do nível de atividade política em decorrência do coronavírus, o PT gastou R$ 22 milhões do Fundo Partidário durante o primeiro quadrimestre de 2020. As informações estão na prestação parcial de contas da sigla apresentada ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

 

Os maiores gastos do PT, até o momento, foram com repasses à Fundação Perseu Abramo, entidade criada para a formação política petista. A fundação recebeu R$ 4,7 milhões do partido nos quatro primeiros meses do ano. O segundo maior gasto da sigla foi com a agência de viagens Nix Travel. Ao todo, o partido destinou R$ 1,1 milhão para o pagamento de passagens aéreas e hospedagens.

 

Outros gastos do partido entre janeiro e abril fizeram-se notar, como o custeio de uma empresa de táxi aéreo chamada Icon Taxi Aéreo no valor de R$ 135 mil. A despesa, paga em 2020, ocorreu em 31 de dezembro do ano passado.

 

 

Posted On Quinta, 07 Mai 2020 14:23 Escrito por

Homem é considerado de alta periculosidade e possui várias passagens pela Polícia

 

Por Rogério de Oliveira

 

Policiais Civis da 2ª Divisão Especializada de Repressão a Narcóticos (2ª Denarc) de Araguaína, coordenados pelo delegado José Anchieta de Menezes Filho, efetuaram na manhã esta segunda-feira, 6, a prisão de um indivíduo de 29 anos que atende pelo apelido de “Xenon”. Ele é suspeito de cometer os crimes de roubo, sequestro e associação criminosa e foi capturado mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva, expedido pelo Poder Judiciário da Comarca de Bacabal – MA.

 

De acordo com o delegado Anchieta, no ano de 2019, em associação criminosa com outros indivíduos, Xenon manteve a família de um gerente de banco em cárcere privado em Bacabal, enquanto o bando roubava cerca de R$ 230 Mil da agência bancária.

 

“Tomamos conhecimento de que um indivíduo de alta periculosidade estaria escondido em Araguaína e, deste modo, intensificamos as diligências no sentido de localizar o paradeiro do homem”, disse o delegado. A autoridade policial ressalta ainda que Xenon já havia sido preso pela Polícia Civil em Araguaína nos anos de 2011, 2013 e 2014 e que já possui condenação criminal na Comarca de Araguaína pelos crimes de roubo, associação criminosa, além de porte ilegal de arma de fogo.

 

Diante dos fatos, os policiais civis intensificaram as buscas e encontraram o indivíduo no Setor Rodoviário, em Araguaína. Após ser preso, ele foi conduzido até a Central de Atendimento da Polícia Civil e, após a realização dos procedimentos legais cabíveis, recolhido à Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA), onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

 

-Legenda; Polícia Civil prende homem suspeito de cometer vários crimes no Tocantins e no Maranhão

 

Posted On Terça, 07 Abril 2020 07:15 Escrito por

Crimes teriam sido praticados por quatro pessoas que foram identificadas e indiciadas pela Polícia Civil

 

Por Rogério de Oliveira

 

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 72ª Delegacia de Luzimangues, concluiu nesta segunda-feira, 9, as investigações a respeito de alguns crimes patrimoniais ocorridos no distrito durante o mês de janeiro de 2020.

 

De acordo com o delegado Fabrício Piassi, titular da 72ª DP e responsável pelos casos, as investigações apontaram o envolvimento de quatro pessoas, sendo três homens, um de 43 anos, um de 33 anos e outro de 34 anos, e uma mulher de 23 anos. Desse modo, dois dos envolvidos, especificamente os homens de 43 e 33 anos, foram indiciados pelos delitos de receptação, tendo o de 33 anos, inclusive, sido preso em flagrante delito pela Polícia Civil de Luzimangues no dia 10 de janeiro de 2020.

 

Os outros dois envolvidos foram indiciados pela prática dos crimes de furto qualificado pela escalada, arrombamento e pelo concurso de pessoas. O homem de 34 anos está preso preventivamente em Palmas pelos crimes contra o patrimônio praticados em Luzimangues e também na Capital. A mulher não foi presa, sendo apenas indiciada.

 

Durante a investigação vários objetos foram recuperados, apreendidos, periciados e devolvidos aos legítimos proprietários, dentre eles roupas destinadas à venda, joias, relógios, eletrodomésticos e aparelhos celulares. O inquérito policial foi encaminhado à justiça para oferecimento da ação penal pela promotoria de justiça.

Posted On Segunda, 09 Março 2020 15:13 Escrito por
Página 1 de 37

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-502.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias