Por Wherbert Araújo

 

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Campos Lindos, a 473 quilômetros de Palmas, contando com o apoio da Polícia Militar daquele município, prendeu na tarde desta terça-feira,14, Yuri Ítalu Mendanha,24 e Slias Barreira Borges dos Santos, 23. Os dois são acusados de terem assassinado a jovem Patrícia Aline dos Santos,29, no último dia 09 em Palmas. Segundo a Polícia Civil, Yuri era ex-namorado da vítima e não aceitava o término do relacionamento.

 

De acordo com o adjunto da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Palmas, o delegado Israel Andrade, os dois foram presos pela equipe do delegado Gustavo Toledo após uma denúncia anônima junto feita à PM de Campos Lindos. Há indícios de que os dois tentavam comprar passagem com nomes falsos com destino a Goiânia (GO).

 

As suspeitas da Polícia é que após cometerem o crime a dupla teria fugido em direção da região Extremo-Norte do Estado, tendo inclusive trafegado pelo Maranhão. “Há informações que os dois foram vistos pelos municípios de Estreito e Balsas no Maranhão e Itaguatins, no Tocantins”, afirmou o delegado. Ainda de acordo com o delegado Israel, os dois teriam vistos nesta terça-feira comprando cerveja em Campos Lindos e estavam no automóvel Fiat Uno vermelho que fora mostrado nas imagens de segurança na véspera do homicídio de Patrícia.

 

Transferência

Após serem presos, os dois foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Araguaína e posteriormente serão encaminhados para a Casa de Prisão Provisória (CPP) até serem transferidos para Palmas. De acordo com o delegado Israel Andrade a previsão é que os dois sejam transferidos para a Capital nesta quarta-feira,15. “Após ouvidos os dois serão encaminhados para a CPP de Palmas”, afirmou.

 

Sobre os motivos do crime o delegado ressaltou que apenas após as oitivas serão apresentados os fatores resultaram na morte da jovem. “Eles serão autuados pelo crime de Feminicídio, que é o crime baseado em ódio de gênero e podem pegar de 12 a 30 anos de detenção”, afirmou.

Postado em Quarta, 15 Agosto 2018 05:06 Escrito por

Por Rogério de Oliveira

 

A Polícia Civil do Estado do Tocantins, por Intermédio da Delegacia de Arapoema efetuou, no final da manhã desta terça-feira (14) a prisão de Ildo Francisco de Viveiros, 34 anos de idade. Ele é acusado de ter praticado um homicídio, no Estado do Maranhão e foi capturado mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva, quando estava em sua casa na cidade do norte do Estado.

 

Conforme o Delegado responsável pelo caso, no ano de 2015, Ildo matou sua companheira, Vera Lúcia Crispim dos Santos com golpes de foice enquanto a mesma dormia no quarto do casal. Ele também é suspeito de tentar abusar da filha de 11 (onze) anos no município de Paraibano - MA.

 

Na época dos fatos, o indivíduo foi preso em flagrante no Estado do Maranhão, mas fugiu durante o dia arrebentando a porta da cela da Delegacia, escalando uma parede e abrindo o telhado. Atualmente, ele estava residindo no município de Arapoema – TO, onde agredia e ameaçava de morte sua atual companheira, tendo inclusive cavado a cova dela para enterrá-la depois que a matasse.

 

De posse da ordem judicial, a equipe da DP de Arapoema realizou buscas e diligências e conseguiu localizar o paradeiro do indivíduo e efetuar a prisão do mesmo. Ao ser preso, Ildo foi conduzido à sede da Delegacia local e, após a realização dos procedimentos legais cabíveis, foi recolhido a uma das celas da Cadeia Pública de Arapoema, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Postado em Terça, 14 Agosto 2018 16:40 Escrito por

Por Rogério de Oliveira

 

Policiais Civis da Delegacias Especializada na Repressão a Narcóticos (DENARC), comandados pelos delegados Luciana Coelho Midlej e Emerson Francisco de Moura, deflagraram na tarde desta terça-feira (7) uma operação de combate ao tráfico de drogas, no Setor Jardim Aureny IV, a qual resultou na apreensão de várias porçoes de drogas, armas, munições, rádios comunicadores e demais objetos.

De acordo com os Delegados responsáveis, a operação visava desarticular uma base operacional de uma facção criminosa, utilizada para guardar drogas e armas usadas em assaltos e atentados.

 

Durante a ação, a entrada dos policiais foi monitorada por olheiros através de um sistema de rádio comunicadores, e durante o cerco houve confronto com os traficantes, sendo que alguns conseguiram fugir, deixando para trás armamento de grosso calibre. Um dos suspeitos, identificado como Vinicius Pereira Mota, vulgo Pernaloga, foi alvejado no confronto, sendo socorrido pela equipe policial à UPA SUL, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

No decorrer da operação, os policiais civis localizaram e apreenderam um revólver calibre .38, uma escopeta calibre .12, rádios comunicadores, placas roubadas (usadas em assaltos), luvas, porções de crack, porções maconha, balanças de precisão, munições dos calibres .38, .44, .12. 22 e todas as anotações da contabilidade do tráfico de drogas realizado no local.

 

Postado em Quarta, 08 Agosto 2018 06:53 Escrito por

Por Rogério de Oliveira
Dando continuidade às ações de combate ao tráfico de drogas, a Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da Delegacia de Pugmil, com o apoio dos agentes de polícia de Nova Rosalândia e Cristalândia efetuou, na tarde desta terça-feira, (7) a prisão de Adriana Rodrigues Borges. Ela é suspeita pela prática do crime de tráfico de drogas e foi presa em flagrante, quando se encontrava em uma residência, em Pugmil.

Conforme o Delegado José Lucas Mello, Adriana já estava sendo investigada há dois meses, sendo que nesta terça-feira, ela se deslocou até a cidade de Paraíso do Tocantins com o objetivo de buscar substância entorpecente.

Com base na informação levantada de que Adriana tinha ido buscar drogas em Paraíso, policiais civis efetuaram a abordagem da mulher quando ela estava chegando a sua residência, oportunidade em que foi encontrada certa quantia de crack.

Na sequência, os policiais civis fizeram uma minuciosa busca no quintal da casa da suspeita e, após alguns minutos, encontraram mais de R$ 9mil reais enterrado, dinheiro proveniente do tráfico.

Ao ser ouvida pelo delegado, Adriana confessou que o dinheiro foi arrecadado durante dois meses em que passou a vender substância entorpecente. Desse modo, Adriana foi conduzida à Central de Flagrantes da Polícia Civil, em Paraíso do Tocantins, onde foi autuada em flagrante por tráfico de drogas.

Ela se encontra custodiada e será encaminhada para uma das Unidades Prisionais Femininas do Estado, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Postado em Terça, 07 Agosto 2018 17:31 Escrito por

Por Rogério de Oliveira

 

A Polícia Civil do Estado do Tocantins, por intermédio da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC -SUL) deflagrou, na noite desta sexta-feira (03) uma ação de combate à criminalidade, a qual resultou na prisão de Lucivaldo de Sousa Silva, de 28 anos e Kellen Cardoso Ferreira, de 39 anos de idade e na apreensão de mais de 100kg de drogas, no Sul do Estado.

Conforme o Delegado Rafael Fortes Falcão, titular da DEIC e responsável pelo caso, após compartilhamento de informações entre as Delegacias de Barrolândia, 2 DP de Gurupi e DEIC Sul apurou-se que o casal estava transportando grandes quantidades de drogas do Goiás para o Tocantins e que nesta data estariam retornando para o Tocantins.

Dessa forma, os Policiais Civis da DEIC Sul montaram campana às margens da BR-153 e abordaram o veículo em que Lucivaldo e Kellen estavam, encontrando cerca de 100kg de maconha e 1kg de crack.

 

Dessa maneira, os dois suspeitos foram presos e encaminhados à Central de Flagrantes da Polícia Civil, onde ambos foram autuados por tráfico interestadual de drogas. Após os procedimentos legais cabíveis, Lucivaldo foi encaminhado à Casa de Prisão Provisória de Gurupi, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário e Kellen será recolhida a uma Unidade Prisional Feminina do Estado, onde ela ficará à disposição da Justiça.

Postado em Sábado, 04 Agosto 2018 07:32 Escrito por
Página 1 de 26