Na noite desta quinta-feira, o União Brasil, de Dorinha Seabra e Carlos Gaguim realizou no distrito de Luzimangues um concorrido ato político para marcar o pré-lançamento das candidaturas à reeleição de Ronivon Maciel e Joaquim de Luzimangues a prefeito e vice-prefeito de Porto Nacional

 

 

Por Edson Rodrigues

 

 

A população de Luzimangues compareceu em massa para ouvir as palavras das autoridades, que elencaram elogios à atual administração, ponderaram os pontos que precisam ser melhorados e definiram as prioridades de ação para o distrito para os próximos quatro anos de gestão.

 

Estiveram presentes os deputados federais Carlos Gaguim e Ricardo Ayres, os deputados estaduais Valdemar Júnior, Moisemar Marinho, secretários municipais, vereadores e grandes lideranças empresariais e religiosas de Luzimangues, Porto Nacional, além de candidatos a vereador.

 

 

O espaço Doha Eventos ficou pequeno para a quantidade de pessoas presentes, ávidas por ouvir as autoridades.

 

Na sua fala, o prefeito Ronivon Maciel reafirmou o compromisso de continuar lutando para levar ao distrito de Luzimangues, infraestrutura urbana e zona rural do distrito, nas áreas da saúde, educação, saneamento básico, no apoio ao setor agro industrial, tudo isso preparando o distrito Luzimangues, para sua emancipação, quando chegar momento.

 

EMANCIPAÇÃO

 

 

Ronivon Maciel fez questão de afirmar que fará toda a infraestrutura necessária para viabilizar a emancipação de Luzimangues, com todas as prerrogativas necessárias para que aconteça no momento certo, na forma certa e que seja irreversível, à altura da qualidade, da força e do merecimento das pessoas que fizeram de Luzimangues o lugar progressista e próspero que é.

 

Ronivon fez um resumo da sua gestão e da atenção que deu, durante esse período de três anos e meio à Luzimangues, aproveitando para agradecer o companheirismo de Joaquim de Luzimangues e a atuação dos deputados estaduais e federais presentes, que contribuíram para que pudesse estar ali, buscando a sua reeleição.

 

Já o vice-prefeito, Joaquim do Luzimangues, fez do seu discurso quase que uma conversa de pé de orelha com cada um dos presentes, confirmando seu jeito simples e humilde de fazer política mostrando o quanto é parte integrante da história e da comunidade do distrito, a quem conhece um a um pelo nome.

 

Foi um evento grande e ao mesmo tempo, simples, hospitaleiro e cheio de boas energias, como é a essência de Luzimangues.

 

 

Posted On Sexta, 19 Julho 2024 10:41 Escrito por

O município de Porto Nacional, no estado do Tocantins, encontra-se em luto oficial pelos próximos três dias, em decorrência do falecimento do Sr. José Antônio Totó Ayres Cavalcante. O decreto nº 411, assinado pelo Prefeito Municipal Ronivon Maciel Gama, destaca a importância e o legado deixado por Totó Cavalcante na política e na vida do povo tocantinense.

 

O Sr. José Antônio Totó Ayres Cavalcante foi reconhecido por sua atuação como professor, advogado e ex-deputado estadual por dois mandatos, além de ter sido primeiro suplente ao senado, chegando a assumir o mandato de forma temporária. Sua dedicação e comprometimento com o desenvolvimento do Estado tiveram um papel crucial na criação do Estado do Tocantins.

 

O decreto ressalta o vazio deixado por Totó Cavalcante na representação social e reconhece seus feitos como de grande valia para as gerações futuras. Em solidariedade à comunidade portuense, familiares, amigos e demais segmentos sociais, a bandeira do município será hasteada a meio mastro na sede da Prefeitura durante os dias 17, 18 e 19 de julho de 2024.

 

Com a publicação deste decreto, Porto Nacional presta sua homenagem e reconhecimento a um líder dedicado que deixou sua marca na história e no coração da população tocantinense.

 

Assinado,

 

Ronivon Maciel Gama

Prefeito Municipal de Porto Nacional

Posted On Quarta, 17 Julho 2024 18:19 Escrito por

 

Hoje, 17 de julho de 2024, as páginas envelhecidas do sublime livro da história, panteão em que se registram os feitos dos homens bons, também foram umedecidas pelas lágrimas da saudade, expressando a comoção de um povo pela morte de um dos seus mais admirados líderes: Totó Cavalcante

 

 

Por Edivaldo Rodrigues

 

 

Totó Cavalcante sai da vida com a honra de um líder que viverá em seus exemplos. Certamente seu corpo voltará ao barro de onde foi forjado, a ferro e fogo, o que permitiu sua tenacidade guerreira, preparada para os embates cotidianos em defesa das causas cidadãs. Entre essas causas, destacou-se a luta que ajudou a romper os grilhões que prendiam seu povo pobre e abandonado, no norte de Goiás, aos interesses serviçais dos sulistas ricos e opressores, resultando na criação do Estado do Tocantins.

 

Por essa causa, Totó Cavalcante teve dedicação extremada. Armado de voz e ideias transformadoras, lançou-se no campo das batalhas, impondo-se como um homem de luta visionária, edificando cotidianamente um Tocantins de sonhos seculares.

 

Mesmo desmerecidamente ofuscado pela bruma cinzenta dos que se lambuzaram no poder pelo poder, aqueles que trataram os destinos dos tocantinenses nos calabouços das conveniências não conseguiram diminuir a grandeza de Totó Cavalcante. Ele continuou sua jornada na busca de uma sociedade mais justa e igualitária.

 

 

Nessa caminhada admirável pelas ruas do seu Tocantins, pelos palácios e tribunas legislativas, e na convivência de iguais nas periferias das cidades, Totó Cavalcante sempre foi Totó Cavalcante, com o brilho nos olhos e o sorriso nos lábios, libertando uma voz potente a expressar certezas, fraternidade e bem-querença.

 

Totó Cavalcante, enquanto deputado estadual por Goiás, percorria pensões, hotéis e pousadas, naquela Goiânia dos anos 1980, em busca de prefeitos do norte goiano que necessitavam de um amparo político/parlamentar. No Senado Federal, ele foi o mesmo, sempre se dando por inteiro para diminuir os sofrimentos do seu povo e qualificar o desenvolvimento que sempre sonhou para o Tocantins.

 

Nessa entrega obstinada, simbolizada em atos extremos como uma greve de fome contra a intransigência do então presidente José Sarney em não criar o Estado do Tocantins, sua "síndrome de Ícaro" de querer voar seus aeroplanos desengonçados não o impediu de ser um filho exemplar, irmão admirado, esposo amoroso e pai respeitado e amado. Certamente um homem de ideias, de lutas e, principalmente, de família.

 

É por isso e muito mais que hoje o Tocantins amanheceu mais pobre e desfalcado de uma de suas mais expressivas personalidades públicas, que por décadas enriqueceu e fortaleceu a jovem história social, cultural, econômica e política da sociedade tocantinense.

 

Descanse em paz, meu amigo!

 

 

Posted On Quarta, 17 Julho 2024 11:03 Escrito por

 

A OAB Subseção de Porto Nacional, vem a público demonstrar preocupação emanifestar seu veemente repúdio à fala indecorosa e desrespeitosa do cidadão EDUARDO TAVARES, em grupo de WhatsApp denominado PORTO NACIONAL DEBATES e que vem circulando em outros grupos de redes sociais, tornando-se assim público, onde este cidadão proferiu ataques e ofensa em face da Secretária Municipal do Desporto Sra. HELENICE CARVALHO ROCHA e a uma integrante do quadro da OAB Tocantins a DRA. ANA CAROLINE FERNANDES PARRIÃO, em razão de suas atividades profissionais.

 

Todaasituaçãoemtornodaofensa,constrangenãoapenasasmulheres supramencionadas, mas também a toda sociedade Portuense, além de ganhar contornos aindamaisexplícitospelaclaracertezadeimpunidadequemotivaoagressor,quenãose melindrou em ofender duas mulheres trabalhadoras, com demonstração explícita de preconceito e desrespeito às suas profissões.

 

Esses ataques representados por mensagens postadas em grupos de WhatsApp têm clara demonstração de sexismo e misoginia que atingem a todas as mulheres, indignamente.

 

Infelizmente, o fenômeno da hostilização da mulher em qualquer ambiente da sociedade não é um acontecimento recente.As mulheres vêm rompendo a estruturapatriarcal,ondeasociedadeestavahabituadaapresenciaroshomensocupando o espaço público e essa transição traz vivências violentas para aquelas que estão nessa luta.

 

Contudo, não é crível que o Brasil, ainda seja palco de ataques misóginos, agressões verbais e preconceituosas com o fito de diminuir a mulher profissionalmente e tal pensamento discriminatório precisa ser enfrentado por todos de forma clara e transparente.

 

Os ataques e a misoginia abusiva a que as mulheres são submetidas, independentemente de posição social ou profissão que exerçam, não pode mais ser tolerado por uma sociedade que se se autointitula como plural, diversa e democrática.

 

A Ordem dos Advogados do Brasil, preza e luta pela garantia constitucionaldaigualdade,peladignidadedamulherenquantoserhumano,sendoassim équeestaInstituiçãonãopodesequedarsilente,comagravíssimaviolênciadegêneroe desrespeito contra a Advogada ANA CAROLINE FERNANDES PARRIÃO e a SecretariaMunicipaldoEsporteHELENICECARVALHO,noexercíciodesuasfunções profissionais, perpetradas pelo cidadão Eduardo Tavares

 

A Ordem dos Advogados do Brasil possui compromisso claro com a democracia, cidadania, dignidade da pessoa humana, pela igualdade de gênero e raça no espaçoprofissionalecombateàviolênciaeodesrespeitocontraasmulheres,emtodasas suas formas, motivo pelo qual se preocupa com a violência de gênero sofrida por todas as mulheres no exercício profissional, e não medirá esforços para que, essa violência também seja combatida em todos os campos que tenham mulheres como vítimas.

 

A OAB Porto Nacional acompanhará atentamente os desdobramentos docasoetomarátodasasprovidênciasparaaresponsabilizaçãocriminalecivildoautor desses lamentáveis fatos em favor da advogada Dra Ana Caroline Fernandes Parrião. Seguiremos firmes no combate à violência contra a mulher e na busca da valorização da mulher advogada.

 

 

Porto Nacional, 16 dejulho de2024.

 

 

Augusto César Bortoleto Bernardes                           AdrianaPradoThomazdeSouza Presidente                                                                                              Secretária

 

 

Sibele Letícia R de Oliveira Biazotto                        AdaleneGomesCerqueiraSimões Tesoureira                                                                                            Secretária Adjunta

 

 

Posted On Terça, 16 Julho 2024 15:17 Escrito por

Por Luciano Moreira

 

 

A secretária de Esportes e Lazer de Porto Nacional, Helenice Carvalho, foi alvo de um ataque deplorável contra a sua moral e à sua condição de mulher, nas redes sociais. A declaração amoral, misógina, machista e deplorável, por parte de Eduardo Tavares, foi tão vil, nojenta e abjeta, que não iremos reproduzi-la literalmente, para não chocar ainda mais mulheres e homens de bem.  Mas insinuava que Helenice só teria chegado ao cargo de secretária municipal por “facilidades” advindas do fato de ser mulher, deixando antever a conotação política da sua afirmação.

 

Ao se utilizar de palavras tão sujas e baixas para se referir a uma mulher, Eduardo Tavares parece ter esquecido a época e o local em que coabita com seres humanos normais, e demonstrou uma falta de cultura e educação que colocam em dúvida que tenha havido a presença de uma mulher na sua educação e formação como pessoa.

 

O indivíduo demonstrou ser tão desprovido de bom senslo e conhecimento – pra não dizer outra coisa – que fez a declaração em palavras, em uma rede social, em que todos podem ver a autoria e transformar a captura da tela em documento – como, efetivamente, foi feito – e usar como prova contra ele – o que, efetivamente, será feito!

 

Para piorar, Eduardo Tavares nem deve saber o significado de “coletivo”. Pois é como “coletivos” que pessoas que coadunam das mesmas ideias, desejos e expectativas se unem em busca dos seus ideais. E as mulheres de Porto Nacional são um coletivo. E um coletivo bem grande, com várias ramificações.

 

O rosto e as palavras abjetas de Eduardo Tavares já correm outras redes sociais, outras “contas”, como prova inconteste do seu machismo e do seu despreparo social, e devem chegar, em breve, aos interlocutores do Ministério Público, ou por meio de denúncia ou por simples provocação, para que as devidas providências sejam tomadas.

 

DIFERENÇAS

 

Não precisamos dizer, aqui, que Helenice é mãe, esposa, filha, avó.... Helenice é mulher. E isso basta! Essa já é a imensurável diferença de qualidade humana entre ela e Eduardo Tavares.

 

Já Eduardo Tavares, em termos de caráter, já se sabe bem quem é.  Só precisará ser pesquisado, estudado, examinado, para que se descubra a origem de tamanha falta de moral, amor próprio, inteligência e autoestima, pois só que não se garante como homem é capaz de atacar uma mulher da forma que ele fez.

 

Quão pequeno é você, Eduardo Tavares?  Porque tanta frustração em ver uma mulher bem-sucedida? Freud explica isso, fácil, fácil...

 

A Família O Paralelo 13 deixa, aqui, seu apoio à Helenice Carvalho, seu apelo ao Ministério Público para que não deixe essa atrocidade passar impune e um alerta à sociedade portuense e tocantinense, quanto à presença de pessoas da laia de Eduardo Tavares em nosso meio.

 

Basta! O mal deve ser cortado pela raiz... seja ela qual for!

 

Posted On Terça, 16 Julho 2024 07:21 Escrito por
Página 1 de 69