Eco das urnas: resultados mostram que o futuro político de Cínthia Ribeiro está em suas mãos

Postado em Quarta, 10 Outubro 2018 07:01
Avalie este item
(0 votos)

A prefeita de Palmas, Cíthia Ribeiro, se comportou politicamente muito bem. Cínthia teve uma boa postura em relação ao processo sucessório estadual, em que manteve um relacionamento amistoso com membros do Poder Legislativo e do Congresso Nacional. Outra decisão acertada da gestora foi declarar publicamente seu apoio às candidaturas ao senado de Eduardo Gomes (SD) e Vicentinho Alves (PR)

 

Por: Edson Rodrigues

 

Neste momento, com base em sua aceitação política, da gestão e resultado nas urnas tanto na Capital como no interior, é hora da prefeita ter em sua gestão 100% do seu DNA em sua equipe de governo, e suas ações à frente a prefeitura de Palmas.

 

O resultado das urnas é um recado prévio recado, um aviso à Cinthia Ribeiro

 

A derrota do ex-prefeito Carlos Amastha em Palmas, como governador e a eleição de quatro vereadores que fizeram oposição ao seu governo neste 7 de outubro foi um indicativo à prefeita, de pensar em seu futuro político caso queira disputar a reeleição.

 

Além dos quatro vereadores, Léo Barbosa (SD), Professor Júnior Geo (Pros), Vanda Monteiro (PSL) e Ivory Lira (PPL), caso o vereador Lúcio Campelo (PR) tivesse disputado uma das 24 vagas no legislativo tocantinense, o número passaria a ser cinco vereadores.

 

O vereador foi um dos homens que mais fez oposição fundamentada a gestão de Carlos Amastha. A sociedade palmense presenteou os nobres vereadores e futuros deputados estaduais por reconhecer o trabalho no combate à prática de atos não republicanos feitos na gestão de Amastha, que atualmente é investigado pela Polícia Federal.

Vista aérea de Palmas

A decisão de Cinthia Ribeiro em apoiar os seus próprios candidatos nesta campanha de 2018 foi uma decisão sábia que mostrou seu pulso firme, mesmo não tendo conseguindo sua reeleição, Vicentinho deve contemplar a Capital administrada por Cíntia com emendas impositivas, e Eduardo Gomes será seu porta voz no Senado.

 

O trabalho será reforçado por dois deputados eleitos por sua legenda, o Solidariedade. Mas, para Cínthia ter uma gestão com suas características precisa fazer ajustes no quadro de auxiliares.

 

Atualmente a prefeita vem ganhando a simpatia junto a comunidade palmense e para se pensar em um futuro político promissor precisa de aliados no Congresso, na Assembleia e principalmente de lideranças partidárias e classistas e, fazer um ajuste em sua equipe é um dos primeiros passos na direção da construção do seu futuro político abrindo condições de alianças com outras forças partidárias com resultados expressivos das urnas, e nada mais é do que um adeus ao prefeito Carlos Amastha, derrotado fragorosamente no último dia 7.

 

Hoje, Cinthia possui condições reais para disputar a reeleição para o Paço municipal, com inúmeras chances de uma vitória. Amastha foi derrotado na cidade no qual foi prefeito, onde possui sua base eleitoral. Quatro vereadores de oposição foram eleitos, sendo um deles o mais bem votado no Tocantins, este, filho do vice-governador Wanderley Barbosa, responsável pela derrota do candidato em Palmas.

 

Em Palmas, o professor Júnior Geo conquistou 7.408 votos. Léo Barbosa 5.797, Vanda Monteiro 5.374 e Ivory Lira 3.131. Ainda na Capital, Mauro Carlesse, reeleito Governador do Tocantins conquistou 54.045 votos, sendo que possui sua base eleitoral em Gurupi. Já o ex-prefeito, Carlos Amastha obteve 51.463. Com base nestes dados não seria leviano afirmar que Cíntia Ribeiro tem condições de seguir, de construir um governo de coalizão, de unir forças, e se realizar um trabalho que agrade os palmenses, em 2020 conquistar mais quatro anos à frente da Capital mais nova do País.