Fortes temporais que afetam o estado já duram cinco dias, deixando vítimas fatais, feridos e milhares de desabrigados em diversas cidades

 

 

Por Guilherme Lima

 

 

O Governo do Tocantins, por meio do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins (CBMTO), está em prontidão para ajudar no socorro às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul, provocadas pelas fortes chuvas que há dias atingem dezenas de cidades gaúchas. O governador Wanderlei Barbosa colocou as equipes à disposição do governo rio-grandense nas primeiras horas desta quinta-feira, 2 de maio.

 

 

"Em solidariedade ao povo do Rio Grande do Sul, o Governo do Tocantins está disponibilizando o auxílio dos nossos bravos bombeiros para ajudar nas operações de resgate e assistência às vítimas do temporal que assola o estado gaúcho. Vamos superar essa adversidade juntos", declara o governador Wanderlei Barbosa.

 

Auxílio tocantinense

 

Por conta do estado de calamidade pública decretado no Rio Grande do Sul, o Corpo de Bombeiros Militar (CBMTO) está disponibilizando a Seção de Busca, Resgate e Salvamento com Cães (SBRESC), vinculada a Companhia Independente de Busca e Salvamento (Cibs), que contém atualmente quatro Binômios de busca (Bombeiro Militar+Cão ). Caso seja acionada, a companhia vai disponibilizar dois Binômios e dois mergulhadores para ajudar nas buscas. Além disso, os Bombeiros do Tocantins vão ceder um Tenente como Oficial de ligação para coordenação e comunicação da missão no estado do Sul, caso seja solicitado.

 

O comandante da Companhia Independente de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros, Tenente Coronel Donaldo Lourinho de Oliveira, informa que mediante toda a situação, o Corpo de Bombeiros do Tocantins está apto a ajudar o estado gaúcho, reforçando o espírito de solidariedade e cooperação entre os bombeiros, destacando a importância da preparação e da resposta rápida em situações de emergência. “A Companhia Independente de Busca e Salvamento é a Unidade Especializada do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins que reúne especialistas na área de mergulho, salvamento aquático, busca terrestre, busca com cães e salvamento em alturas. Nós da Companhia estamos em estado de alerta para atender qualquer chamamento dos nossos camaradas, irmãos, bombeiros do do Rio Grande do Sul. Estamos acompanhando toda a situação que está acontecendo no sul, preparando o nosso pessoal para uma eventual mobilização e apoio”, ressalta o Tenente Coronel Donaldo.

 

SBRESC

 

A Seção de Busca, Resgate e Salvamento com Cães (SBRESC), integrante da Companhia Independente de Busca e Salvamento (Cibs) do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins, desempenha um papel fundamental na operação de resgate em situações de emergência. Com sua equipe altamente treinada e seus cães especialmente preparados para missões de busca e salvamento, a SBRESC atua em diversas situações, desde desastres naturais até buscas por pessoas desaparecidas.

 

“Vale ressaltar que a nossa unidade possui profissionais já com experiência prática nesse tipo de ocorrência, nossos profissionais já foram mobilizados para situação de desastres em outros estados, então nós já temos essa expertise e estamos todos motivados e prontos para atuar em caso de necessidade. Nos solidarizamos com os nossos irmãos rio- grandenses e nos colocamos a disposição”, finaliza o Tenente Coronel Donaldo.

 

Estado de Calamidade Pública

 

Nos últimos dias, a quantidade de chuva que inundou o Rio Grande do Sul triplicou a média habitual para esta temporada, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Os aguaceiros já resultaram em 11 fatalidades e deixaram 21 pessoas desaparecidas, conforme os dados mais recentes fornecidos pela Defesa Civil e pela Polícia Civil. Após o ocorrido houve um acionamento geral para ajudar nas buscas, onde o Tocantins está de pronto emprego caso haja necessidade.

 

Na noite da última quarta-feira, 1° de maio, o Rio Grande do Sul declarou estado de calamidade pública. O decreto ressalta danos humanos e materiais significativos causados por alagamentos, granizo, inundações, entre outros, classificados como desastres de nível III. Assinado pelo governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, o decreto determina apoio às áreas afetadas pela administração pública estadual, em cooperação com a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, e permite solicitações semelhantes por municípios, sujeitas à avaliação e homologação pelo Estado. Vigorará por 180 dias, utilizando a Codificação e Classificação Brasileira de Desastres (Cobrade) para identificar o evento como código 1.3.2.1.4 (chuvas intensas dentro de tempestades).

 

 

Posted On Quinta, 02 Mai 2024 15:00 Escrito por

Estado também ocupa a 12ª colocação em âmbito nacional de melhor renda per capita, segundo dados do IBGE divulgados no dia 19 de abril

 

 

 

Por Nayara Borges

 

 

Segundo dados divulgados no dia 19 de abril pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Tocantins continua como líder em renda domiciliar per capita da região Norte e Nordeste e ocupou a 12ª posição nacional, alcançando o valor de R$ 1.544. Esse avanço significativo reflete uma série de fatores intrínsecos à dinâmica econômica e social do Estado. O governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa, destaca seu contentamento em ver que o Estado tem alcançado bons resultados em âmbito nacional.

 

 

“Fico imensamente satisfeito com os resultados positivos alcançados em nosso Estado, mais uma vez se destacando como o melhor das regiões Norte e Nordeste. Esses resultados são fruto do trabalho dedicado em nossa gestão, sempre com o foco primordial voltado para o bem-estar dos tocantinenses. É fundamental que esses avanços sejam sustentados por políticas públicas e iniciativas que promovam a inclusão social e garantam o bem-estar de todos os habitantes do Tocantins”, ressalta Wanderlei Barbosa.

 

Na análise da composição do rendimento médio mensal do Tocantins, constata-se que 78,5% provêm de recebimentos do trabalho, enquanto 21,5% originam-se de outras fontes, como aposentadoria/pensão e programas sociais. Esse equilíbrio entre diferentes formas de renda tem contribuído para a estabilidade e o crescimento sustentável do Estado.

 

Melhora considerável

 

O ano de 2023 testemunhou um notável crescimento na renda do Tocantins, impulsionado por dois principais motivos. Em primeiro lugar, houve um aumento significativo na população com renda proveniente do trabalho, saltando de 637 mil para 731 mil indivíduos economicamente ativos. Em segundo lugar, a expansão dos programas sociais desempenhou um papel crucial nesse cenário, proporcionando um suporte adicional àqueles em situação de vulnerabilidade econômica, explica o secretário de Estado do Planejamento e Orçamento (Seplan), Sergilei Moura.

 

Secretário de Estado do Planejamento e Orçamento (Seplan), Sergilei Moura, explica os motivos que levaram o Tocantins a alcançar bons indicadores em levantamento do IBGE (Crédito foto: Aldemar Ribeiro/Governo do Tocantins)

--

“Com maior renda, seja do trabalho ou por meio dos programas sociais, a população aumenta o seu consumo, que por consequência impacta positivamente nas vendas do comércio e na prestação de serviços, conforme os últimos resultados das pesquisas desses setores, no qual o Estado vem tendo ótimos resultados”, comenta, ainda, o gestor da Seplan.

 

Dados Nacionais

 

Com rendimento domiciliar per capita (por pessoa) da população de R$ 1.544, o Tocantins lidera o ranking Norte e Nordeste, seguido por Rondônia (R$ 1.523) e Amapá (R$ 1.492). O rendimento domiciliar per capita representa a razão entre o total das rendas domiciliares e o número de moradores. Nessa conta, o IBGE considera os recursos obtidos com o trabalho e outras fontes. No recorte das unidades da federação, o Distrito Federal aparece em primeiro. O rendimento per capita local foi de R$ 3.215, seguido por São Paulo (R$ 2.414), Rio de Janeiro (R$ 2.305), Rio Grande do Sul (R$ 2.255) e Santa Catarina (R$ 2.224).

 

Em 2023, a massa de rendimento mensal domiciliar per capita atingiu o maior valor da série histórica do módulo Rendimento de todas as fontes, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), iniciada em 2012, totalizando R$ 398,3 bilhões, um aumento de 12,2% em relação a 2022. Em comparação com 2019, esse crescimento foi de 9,1%, evidenciando uma trajetória consistente de progresso econômico.

 

Além disso, o rendimento médio mensal real domiciliar per capita também alcançou o seu pico histórico, atingindo R$ 1.848, representando um aumento de 11,5% em relação a 2022. Em comparação com 2019, ano em que o valor máximo da série histórica foi registrado (R$ 1.744), a elevação foi de 6,0%.

 

Posted On Terça, 23 Abril 2024 13:42 Escrito por

Só no ano de 2023 foram 2.105 procedimentos de alta complexidade cardiovascular, na unidade

 

 

Por Luciana Barros

 

 

Com 2.105 procedimentos de alta complexidade cardiovascular realizados em 2023 foram, o Hospital Geral de Palmas (HGP) segue com os atendimentos regulares e sem fila de espera cateterismo cardíaco eletivo. Em 2024 já foram 180 pacientes atendidos, graças à realização de mutirões promovidos pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) e com a dedicação dos profissionais do setor de Hemodinâmica, atuantes na unidade hospitalar.

 

Na população atendida, está a moradora de Palmas, a aposentada Dorinez Benedita Soares, 62 anos. “Fiz o procedimento recentemente e estou me recuperando bem, tudo tranquilo. Quero agradecer primeiro a Deus e a toda equipe do HGP, pois estão todos de parabéns. Fiz tudo pelo SUS e com um ótimo atendimento deste a consulta até o procedimento. Só tenho gratidão”, declarou.

 

O médico cardiologista intervencionista, Andrés G. Sánchez, ressaltou que, “o cateterismo cardíaco é realizado com anestesia local, com sedação leve, ou seja, não utiliza anestesia geral. Na primeira hora, após o procedimento, o paciente já pode se alimentar após quatro horas de repouso e o usuário recebe alta médica. É considerado uma intervenção segura, é um procedimento de suma importância para a saúde do paciente cardíaco. As doenças cardiovasculares são a primeira causa de morte tanto a nível nacional quanto mundial. Por meio dos mutirões vem sendo realizado estes procedimentos zerando a fila”.

Segundo a coordenadora de enfermagem da Hemodinâmica, Silvana Braga, “no serviço de Hemodinâmica do HGP são realizados procedimentos de alta complexidade nas áreas de cardiologia intervencionista, ritmologia, cirurgia endovascular, neurologia e colangiografia endoscópica”.

 

Sobre o procedimento

O cateterismo cardíaco é um procedimento que pode ser utilizado para diagnosticar ou tratar doenças cardíacas. Ele consiste na introdução de um catéter, que é um tubo flexível extremamente fino, na artéria do braço ou da perna do indivíduo, que será conduzido até o coração. Assim são avaliadas as artérias do coração e possíveis obstruções nas mesmas.

 

 

Posted On Terça, 16 Abril 2024 13:47 Escrito por

Masterboi pretende investir para expandir a capacidade de produção de sua unidade em Nova Olinda

 

 

Da Assessoria

 

 

Buscando fortalecer a indústria tocantinense, o Governo do Tocantins, através da Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Serviços (SICS), e a Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto) têm trabalhado em conjunto para na atração de investimentos e reinvestimentos no Tocantins.

 

Na manhã desta sexta-feira (12) o Secretário da Indústria, Comércio e Serviços (Sics), Carlos Humberto Lima, e o presidente da Fieto, Roberto Pires, se reuniram com o executivo da Masterboi, Nelson Bezerra, para discutir novos investimentos para expandir a capacidade de sua unidade no Tocantins.

 

O Secretário da Indústria, Comércio e Serviços (Sics), Carlos Humberto Lima, assina compromisso

 

“Apresentamos um projeto para ampliar a capacidade do abate de 600 para até 1.200 cabeças de gado por dia. Hoje, a Masterboi exporta para mais de 100 países, mas com essa ampliação conseguiremos habilitações para que a gente possa exportar a carne do Tocantins para outros países. Isso é muito importante para a pecuária do Estado. Alinhamos alguns detalhes e acredito que, ainda em 2024, devemos iniciar a operação da ampliação do frigorífico”, explicou Nelson Bezerra.

 

 

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto), Roberto Pires, destacou a importância da atuação do frigorífico para a região.

 

“A gente sai otimista dessa reunião, pois os novos investimentos anunciados pelo presidente do frigorífico Masterboi para Nova Olinda proporcionam a geração de mais de 600 empregos diretos, abertura de mercado internacional, dobrando a capacidade de produção daquela unidade e gerando renda para a comunidade por meio da indústria. O Governo do Tocantins, hoje representado pelo secretário Beto Lima, demonstra muita visão ao apoiar essa iniciativa”, avaliou o presidente.

 

Para o secretário Carlos Humberto, a atração de investimentos é uma consequência da política econômica da Gestão Wanderlei Barbosa, que garante competitividade e segurança jurídica para os empresários. “Quando criamos um cenário promissor e sustentável, os empresários ganham a confiança para investir no nosso Estado. O Governo do Tocantins e a Fieto têm trabalhado em conjunto para o fortalecimento e competitividade econômica em todos os setores da indústria tocantinense, como no caso dos frigoríficos. Assim garantimos a geração de renda, emprego e combateremos a desigualdade social”, disse o secretário.

 

 

Posted On Sábado, 13 Abril 2024 07:11 Escrito por

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) revelam um saldo positivo de 1.447 novos empregos

 

 

Da Assessoria

 

 

O Tocantins ocupa a 1ª posição entre os estados que menos desempregaram na região Norte do País, (valor absoluto), em janeiro de 2024. Os números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego, nesta sexta-feira, 15.

 

O Caged registrou em janeiro de 2024 um saldo positivo de 1.447 novos empregos gerados, número que resulta de 11.287 admissões, menos 9.840 desligamentos. Ao comparar o desempenho de janeiro de 2024 com o mesmo período do ano passado percebe-se um crescimento de 21,9 % na geração de empregos. No mês anterior, o Estado ocupou a 4ª posição.

 

Para o secretário de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), Jonis Calaça, os números relacionados ao mercado de trabalho no Tocantins tem apresentado um constante crescimento como resultado do empenho do Governo do Tocantins em fomentar a economia e desenvolver políticas com impacto no setor produtivo. “Os dados mostram que as oportunidades de emprego estão surgindo e nosso convite a cada tocantinense é para que mantenham seus cadastros junto ao Sistema Nacional de Empregos (Sine) atualizados e aproveitem as capacitações e orientações profissionais gratuitas que são disponibilizadas em nossas unidades”, acrescentou o gestor.

 

A gerente do Observatório do Trabalho, Wilany Bezerra, relata que em janeiro o setor que mais contratou no Tocantins foi o da construção civil com um saldo positivo de 322 novos postos de trabalho abertos. “Geralmente em janeiro não temos muitas contratações na área da construção civil devido às chuvas, mas os dados desse ano trazem essa surpresa”. Pontua a gerente.

 

Setores que mais empregaram no Tocantins

 

A construção civil teve saldo positivo de 322 postos aberto seguida do setor de agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e agricultura com saldo de 314 novos postos de trabalho, em terceiro lugar estevam a administração pública (187) e comércio (186) que contribuíram para que o Estado do Tocantins começasse o ano com saldos positivos.

 

Movimentação do mercado nas maiores cidades do Estado

 

No município de Palmas foi registrado um saldo positivo 414 novos postos de empregos, em Araguaina 208 e em Porto Nacional 138.

 

Sobre o Caged

 

O Caged é um registro administrativo do Ministério do Trabalho e Emprego que mede a quantidade de admissões e demissões de funcionários formais.

 

A equipe de gestão do Sistema Nacional do Emprego (Sine) no Tocantins monitora e avalia mensalmente os dados do Caged e associados a ele, outras bases de dados como a Pesquisa Nacional por Amostra e Domicílio (Pnad) e a Base de Gestão da Intermediação de Mão de Obra (BGIMO). Subsidiadas por essas pesquisas são traçadas diretrizes para a atuação do Sistema em seus dez postos espalhados estrategicamente pelo Estado (Palmas; centro e Taquaralto; Araguaína; Gurupi; Porto Nacional; Paraíso; Guaraí; Dianópolis; Almas e Araguatins). O objetivo final desse esforço é diminuir a distância entre quem oferece e quem procura o emprego.

 

Vagas disponíveis no Sine

 

Para conferir, diariamente, a oferta de vagas nos 11 postos do Sine Tocantins acesse o site da Setas, https://setas.to.gov.br/vagas-de-emprego

 

Além do atendimento presencial os trabalhadores interessados em concorrer às vagas podem acessar o Aplicativo Sine Fácil, seguindo o passo a passo no https://setas.to.gov.br/trabalho/passo-a-passo-aplicativo-sine-facil.

 

Contatos

 

Almas – 3692.1628 (8h às 18h)

Araguaína – 3414.3634 (8h às 18h)

Araguatins – 3474.3003/1100 (8h às 14h)

Colinas – 99105.9203 (8h às 14h)

Dianópolis – 3692-1628/1293/99281-5827 (8h às 18h)

Guaraí – 3464-1710/99281-2318 - WhatsApp (8h às 14h)

Gurupi – 3351-2477/3212-7809 (8h às 18h)

Palmas - 3218-1960/1975 (8h às 18h)

Paraíso – 3602-3340/3361-3174 (8h às 18h)

Porto Nacional – 3363-2717/6307 (8h às 18h)

Taquaralto - 3218-1962/1936 (8h às 18h).

 

 

Posted On Domingo, 17 Março 2024 06:15 Escrito por
Página 3 de 278